PUBLICIDADE
Topo

Futebol

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Mauro: Depender de um jogador como Deyverson não me parece o melhor caminho

Do UOL, em São Paulo

17/06/2021 12h06

Classificação e Jogos

O Palmeiras venceu o Juventude por 3 a 0 pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro para encerrar uma sequência que teve eliminação na Copa do Brasil e empate no clássico diante do Corinthians. Uma das novidades do time de Abel Ferreira foi a presença do atacante Deyverson entre os titulares e marcando um dos gols palmeirenses.

Em sua participação no programa UOL News Esporte, com Domitila Becker, Mauro Cezar Pereira analisa a atuação do Palmeiras e a utilização do jogador que estava emprestado ao Getafe, da Espanha, destacando a volta ao que o Alviverde utilizou na campanha do Brasileirão de 2018, quando era treinado por Luiz Felipe Scolari.

"Com a volta do Deyverson, você pode já imaginar que o Palmeiras deverá utilizar mais o Deyverson, porque o time joga muita bola na área adversária, isso vem acontecendo já nos últimos jogos e não tinha um atacante alto, finalizador em jogadas aéreas. O Deyverson tem essa característica, então eu imagino que, assim como o Felipão fazia em 2018, em 2021 o Abel Ferreira, que tem muita semelhança com esse perfil de técnico, vai utilizar mais o controverso atacante que voltou do futebol europeu para o Palmeiras", diz Mauro Cezar.

"Eu acho que ele pode ser o centroavante que o técnico pode estar buscando ou pode precisar dele, porque o técnico tem um repertório muito fraco, é um técnico que só consegue jogar de forma reativa, fechado, saindo com velocidade. O Juventude ontem deu mais a bola para o Palmeiras e o Palmeiras quando joga contra times assim, ele tem sempre uma dificuldade muito grande, então pode ajudar o Abel Ferreira", completa.

Mas o jornalista questiona se é isso o que o Palmeiras espera, atuar da mesma forma como fazia em 2018, apostando nas jogadas aéreas, com Deyverson como principal opção ofensiva.

"Merece no mínimo uma reflexão você pensar, 3 anos depois o Palmeiras volta a depender do Deyverson? É esse o futebol que o Palmeiras quer jogar? É assim que o Palmeiras quer ir longe? Lembrando, o Palmeiras esse ano já perdeu quatro disputas de pênalti, foi eliminado do Campeonato Paulista, já perdeu a Recopa, já perdeu a Supercopa, nem chegou à final do Mundial lá no Qatar e agora caiu na Copa do Brasil para o CRB, esse é o ano do Palmeiras até agora", diz Mauro.

"O técnico é o mesmo, o futebol, agrada? O futebol que mostra evolução? Não me parece e depender de um jogador como o Deyverson para conseguir chegar ao gol, para liquidar uma partida contra o frágil Juventude não me parece o melhor caminho, mas talvez seja o único caminho para o Abel Ferreira, porque o Abel Ferreira não é um técnico com grandes ideias", conclui.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol