PUBLICIDADE
Topo

Botafogo

Botafogo vacila no fim e cede empate ao Londrina em jogo de quatro gols

Jogadores do Botafogo comemoram gol sobre o Londrina pela Série B - ISAAC FONTANA/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO
Jogadores do Botafogo comemoram gol sobre o Londrina pela Série B Imagem: ISAAC FONTANA/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO

Colaboração para o UOL, em Belo Horizonte

17/06/2021 20h55

Classificação e Jogos

O Botafogo segue invicto na Série B do Campeonato Brasileiro. Na noite desta quinta (17), o Glorioso empatou com o Londrina por 2 a 2, fora de casa. Os gols dos cariocas foram feitos por Rafael Navarro e Luís Oyama, enquanto Tárik e Júnior Pirambu anotaram para o Londrina.

O empate deixou um gosto amargo ao Alvinegro, que foi melhor durante a partida. O time carioca saiu na frente logo aos 8 minutos e não correu riscos durante a primeira etapa. No segundo tempo, quando levou o empate, saiu para o jogo e conseguiu o segundo gol. Mas em um momento de desatenção levou o empate.

O resultado levou Botafogo aos oito pontos e ocupa provisoriamente a terceira colocação. O próximo duelo será no domingo (20), diante do Náutico, no Recife. Já o Londrina é o 16º, com três pontos em quatro partidas. Na próxima rodada, a equipe paranaense visita o CSA, em Maceió.

INÍCIO QUASE EQUILIBRADO

A partida começou com os dois times buscando ter a superioridade nas ações ofensivas. O Londrina não se intimidava diante do Botafogo e o jogo começava sem um domínio claro de qualquer das partes. Porém, aos 8 minutos, Chay cobrou falta na cabeça de Rafael Navarro, que desviou para abrir o placar.

DEPOIS DO GOL, POUCO FUTEBOL

A partida ficou bastante truncada após o primeiro gol. Com bastante faltas, quatro cartões amarelos e muitos erros de passe, pouco se via ofensivamente no jogo. O Londrina teve mais posse de bola, mas as duas principais chances foram em cobranças de falta. O Botafogo pouco fez além do gol e não conseguiu oferecer perigo para o goleiro Dalton.

EMPATE NA MESMA MOEDA

Precisando do gol, o treinador Roberto Fonseca mexeu no time. Um dos substitutos foi Tárik, que completou cobrança de escanteio e, de cabeça, decretou a justa igualdade no placar.

BLITZ BOTAFOGUENSE

Após sofrer o empate, o Botafogo se soltou um pouco mais na partida e foi em busca do gol da vitória. Warley, Marco Antônio e Chay perderam chances no ataque, enquanto o Londrina tentava, sem sucesso, aproveitar os contra-ataques para marcar mais um.

DE TANTO INSISTIR...

O Botafogo seguia pressionando em busca do gol que lhe daria a vantagem. Após uma roubada de bola, Marco Antônio disparou no campo ofensivo, driblou o zagueiro adversário e rolou para Luís Oyama, volante que acompanhava a jogada ofensiva, invadir a área e deixar o Alvinegro com vantagem novamente.

DESESPERO PARANAENSE

Novamente atrás no placar, o Londrina foi em busca do gol que lhe daria ao menos um ponto. Com mais vontade que qualidade, os donos da casa até tentaram, mas não criavam grandes chances, a única exceção foi uma bola na área que Júnior Pirambu desviou e obrigou Douglas Borges a fazer importante defesa.

NO FINALZINHO, O EMPATE

Júnior Pirambu havia perdido uma chance, mas não vacilou na segunda vez. O goleiro botafoguense espalmou uma finalização de fora da área, e o atacante marcou no rebote, dando números finais a partida. Rafael Moura ainda perdeu um gol incrível, aos 46 do segundo tempo.

FICHA TÉCNICA:

LONDRINA 2 x 2 BOTAFOGO

Motivo: 4ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B
Data e horário: 17/06/2021 (quinta-feira), 19h (horário de Brasília)
Local: Estádio do Café, em Londrina (PR)
Árbitro: Salim Fende Chavez (SP)
Assistentes: Alex Ang Ribeiro e Herman Brumel Vani, ambos de SP
Cartões amarelos: Marcelo Freitas, Safira, Jean Henrique e Marcondes (LEC); Luís Oyama e Chay (BOT)
Gols: Rafael Navarro, aos 8 minutos do primeiro tempo; Tárik, aos 8 minutos, Luís Oyama aos 26 minutos, Júnior Pirambu aos 41 do segundo tempo

LONDRINA: Dalton; Ricardo Luz (Talison), Marcondes, Augusto e Luiz Henrique; Jean Henrique, Mossoró (Adenilson) e Marcelo Freitas (Tárik); Safira (Caprini), Douglas Santos e Salatiel (Júnior Pirambu). Técnico: Roberto Fonseca

BOTAFOGO: Douglas Borges; Warley, Kanu, Gilvan e Paulo Victor; Luís Oyama (Ricardinho) e Pedro Castro; Ronald (Daniel Borges), Marco Antônio (Barreto) e Chay (Diego Gonçalves); Rafael Navarro (Rafael Moura). Técnico: Marcelo Chamusca

Botafogo