PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Colômbia dá "troco tímido" em Equador após goleada e vence na Copa América

Jogadores de Colômbia e Equador disputam a bola na pirmeira rodada da Copa América - SILVIO AVILA / AFP
Jogadores de Colômbia e Equador disputam a bola na pirmeira rodada da Copa América Imagem: SILVIO AVILA / AFP

Bruno Braz

Do UOL, em Cuiabá

13/06/2021 23h01

Classificação e Jogos

O placar nem de longe chegou perto do humilhante 6 a 1 sofrido nas Eliminatórias em novembro do ano passado, mas ao menos a Colômbia conseguiu dar um "troco tímido" no Equador e venceu por 1 a 0, na Arena Pantanal (MT), com gol de Cardona, na estreia das equipes na Copa América.

Os equatorianos, que vinham sendo a "sensação" no início do torneio classificatório da Copa do Mundo, agora já amargam sua terceira derrota consecutiva, considerando os resultados negativos contra Brasil e Peru pelo outro torneio continental.

Na próxima rodada do Grupo B, a Colômbia enfrenta a Venezuela no estádio Olímpico, em Brasília (DF), na quinta-feira (17). Já o Equador descansa e só entra em campo no domingo (20), no Nilton Santos (RJ), também contra a Venezuela.

No outro jogo do Grupo, o Brasil venceu os venezuelanos por 3 a 0 no Mané Garrincha, em Brasília (DF).

Equador pressiona, mas Colômbia é mais efetiva

A partida entre Colômbia e Equador foi brigada e com muito "perde e ganha" durante os 90 minutos. Os equatorianos pressionaram mais, principalmente no segundo tempo, mas os colombianos foram mais efetivos e, no melhor lance da partida, fizeram o gol da vitória com Cardona.

No fim do jogo, o duelo ficou mais violento, com faltas duras que exigiram uma rigidez maior do experiente árbitro argentino Nestor Pitana.

Borja dá assistência, mas leva pouco perigo

O atacante Miguel Borja deu a assistência para o gol de Cardona, mas pouco ameaçou a meta do Equador. Ele acabou sendo substituído aos 15 minutos do segundo tempo por Zapata.

O melhor - Ospina muito seguro

O experiente goleiro do Napoli (ITA) demonstrou muita segurança sob a meta da seleção colombiana e fez uma linda defesa em cobrança de falta no segundo tempo.

O pior - Martínez apagado

O meia Martínez não conseguiu armar as jogadas para o Equador e esteve apagado, sendo substituído no segundo tempo por Mena.

Golaço da Colômbia é confirmado por VAR

A Colômbia abriu o placar após uma jogadaça ensaiada. Edwin Cardona tocou para Borja, que devolveu de cabeça para o camisa 10 tocar com categoria no canto direito de Ortiz. Inicialmente, a arbitragem assinalou impedimento, mas após verificação do VAR, o gol foi confirmado.

Nestor Pitana na "resenha"

O experiente árbitro argentino Nestor Pitana aproveitou enquanto o VAR verificava o lance para ficar numa animada e sorridente resenha com os colombianos Borja e Cuadrado.

Moreno sai lesionado ainda no primeiro tempo

O lateral esquerdo Moreno teve de deixar o jogo ainda no fim do primeiro tempo após sentir uma lesão. Ele foi substituído por Tesillo.

Protestos do lado de fora da Arena Pantanal

A estreia da Copa América em Cuiabá (MT) foi marcada por protestos do lado de fora da Arena Pantanal, que recebe a partida entre Colômbia e Equador. Colombianos demonstraram descontentamento com as ações do Governo do país e a suposta postura omissa dos jogadores da seleção em relação ao assunto, enquanto enfermeiros brasileiros fizeram reivindicações.

As manifestações se concentraram em frente ao portão 6, onde as delegações e a imprensa ingressavam no estádio. No momento em que o UOL Esporte esteve no local, 13 colombianos se faziam presentes, dentre eles o tatuador Arnold Riveros e sua esposa Julieth Gomez, que levaram os seguintes cartazes: "Distantes, mas não indiferentes"; "Polícia assassina"; Presidente assassino"; e "Não dizer e fazer nada te torna cúmplice".

Colômbia tem dois casos de covid-19

A Colômbia é a terceira seleção da Copa América que apresenta casos de covid-19 em sua delegação. De acordo com informações de sua federação, testaram positivo o auxiliar-técnico Pablo Román e o fisioterapeuta Carlos Entrena. Ambos encontra-se assintomáticos e estão isolados cumprindo a quarentena. O jogador Juan Otero já havia sido desconvocado pelo mesmo motivo antes mesmo de embarcar para o Brasil.

Ontem 13 venezuelanos — sendo dez jogadores — já haviam testado positivo assim como três bolivianos, algo que fez com que a Conmebol alterasse o regulamento e permitisse que as seleções fizessem trocas dos atletas infectados de suas delegações.

A saída da Colômbia para a Arena Pantanal

A chegada do Equador no estádio

FICHA TÉCNICA

COLÔMBIA 1 X 0 EQUADOR
Local: Arena Pantanal, em Cuiabá (MT)
Hora: 21h (horário de Brasília)
Árbitro: Nestor Pitana (ARG)
Auxiliares: Ezequiel Brailovsky (ARG) e Gabriel Chade (ARG)
VAR: Mauro Vigliano (ARG)
Cartões amarelos: Uribe (COL); Valencia (EQU)
Cartões vermelhos: Nenhum
Gols: Cardona, aos 41 minutos do primeiro tempo (COL)

Colômbia: Ospina; Muñoz, Mina, Murillo (Davinson Sánchez) e Moreno (Tesillo); Barrios (Sebastián Pérez), Uribe, Cuadrado e Cardona (Cuéllar); Borré e Borja (Zapata). Técnico: Reinaldo Rueda

Equador: Ortiz; Preciado, Arboleda, Hincapié e Estupiñán; Méndez, Caicedo (Damían Díaz), Plata (Ayrton Preciado) e Martínez; Estrada (Jordy Caicedo) e Valencia. Técnico: Gustavo Alfaro.

Esporte