PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Conmebol suspende Copa América na Argentina e estuda outras sedes

Monumental de Núñez seria um dos estádios a receber a Copa América na Argentina - Divulgação River Plate
Monumental de Núñez seria um dos estádios a receber a Copa América na Argentina Imagem: Divulgação River Plate

Igor Siqueira e Rodrigo Mattos

Do UOL, no Rio de Janeiro

30/05/2021 22h55

Classificação e Jogos

A Conmebol anunciou hoje (30) que a Copa América não será mais na Argentina. A entidade máxima do futebol sul-americano comunicou que estuda as ofertas de outros países que demonstraram interesse em organizar a competição. Uma reunião na manhã desta segunda-feira irá discutir o futuro da competição.

A decisão acontece depois do agravamento da crise causada pela pandemia da covid-19 na Argentina. Neste domingo, o ministro do Interior do pais, Wado de Pedro, disse em suas redes sociais que considerava a realização do torneio muito difícil. "Estive conversando hoje com o presidente Alberto Fernandez sobre a situação sanitária de todas as jurisdições. Sendo coerentes com os cuidados com a saúde, vemos que é muito difícil que se jogue a Copa América.

"A Conmebol informa que, em atenção às circunstâncias presentes, resolveu suspender a organização da Copa América na Argentina. A Conmebol analisa a oferta de outros países que mostraram interesse em abrigar o torneio continental. Em breve serão anunciadas novidades nesse sentido", comunicou a Conmebol, pela conta oficial da entidade no Twitter.

A Copa América tem início marcado para o dia 13 de junho e passa pela sua segunda mudança de sede. Inicialmente, seria disputada em dois países, mas na semana passada a Conmebol estudava transferir todo o torneio para a Argentina, depois da Colômbia pedir o adiamento da disputa em virtude da crise social que o país vive.

A confederação já vinha lidando com a necessidade de encontrar uma nova sede para co-sediar o evento com a Argentina. Agora, precisará encontrar uma nova casa para todas as datas. O Chile é uma possibilidade por ter se oferecido, mas não é uma alternativa fácil pelas complexidades da organização. Os EUA estão descartados. A Conmebol pode estudar outras opções, mas reconhece que o cenário é complicado.

O cancelamento da competição é problemático para a entidade, que sofrerá um prejuízo considerável se a Copa América não for realizada. Os direitos da competição valem um total em torno de US$ 100 milhões, e a Conmebol já colocou dinheiro de seu caixa para iniciar os procedimentos de organização.

O Brasil está no Grupo A, ao lado de Colômbia, Equador, Peru e Venezuela. A estreia da seleção brasileira está marcada para o dia 14 de junho, segunda-feira, às 20h (de Brasília).

Esporte