PUBLICIDADE
Topo

Carioca - 2021

Fla e Ferj veem obstáculos em Brasília, e final do Carioca será no Maracanã

Maracanã será o palco da final do Campeonato Carioca - RICARDO MORAES
Maracanã será o palco da final do Campeonato Carioca Imagem: RICARDO MORAES

Alexandre Araújo e Caio Blois

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

18/05/2021 12h33

Classificação e Jogos

A final do Campeonato Carioca será no Maracanã. A ideia do Flamengo e a Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj) de levar o jogo para o Mané Garrincha, em Brasília, encontrou obstáculos e o clássico entre o time rubro-negro e o Fluminense, no próximo sábado, vai acontecer no Rio de Janeiro, após muita disputa nos bastidores.

O tema principal da discussão era a presença de público na partida, o que não seria possível no Maracanã, mas não encontraria barreiras no Mané Garrincha. A possibilidade de tirar a decisão do território fluminense foi admitida ontem (17) à noite, em nota publicada pela Ferj.

O Flamengo, mandante do duelo, é favorável à torcida no estádio, mas demonstrava entender que a mudança de Estado não seria algo fácil. Já o Fluminense é contrário e recebeu com mal-estar o comunicado da federação, apontando, inclusive, que não entraria em campo caso a alteração na sede fosse concretizada.

Em nota publicada no começo da tarde, o clube diz não ter sido procurado oficialmente para a mudança e que, caso fosse consultado, seria contra. No texto, a diretoria afirmou que "a troca, sem justo motivo demonstraria infringência clara ao regulamento da competição previamente aprovado entre os clubes. Além disso, seria infringência das normas sanitárias de controle da pandemia".

No último sábado, a Ferj liberou 300 convites para o primeiro jogo da final, sendo que 148 foram utilizados. O lado do Fla ficou visivelmente cheio, enquanto o Flu teve apenas oito pessoas, sendo seis da diretoria — o clube das Laranjeiras alega que tais pessoas foram chamadas diretamente pela Ferj, sem o convite da cúpula.

Torcedores convidados do Flamengo na arquibanca do Maracanã - Jorge Rodrigues/AGIF - Jorge Rodrigues/AGIF
Imagem: Jorge Rodrigues/AGIF

No decorrer da partida, houve desrespeito às medidas sanitárias em meio à pandemia, como distanciamento social e o uso de máscaras. A administração do Maracanã, inclusive, será multada pela Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro, que considerou a infração como "gravíssima".

A presença de torcida na final do Carioca e também na decisão da Taça Rio foi debatida ao longo da última semana, após a federação publicar um documento que indicava tal possibilidade.

O Rubro-Negro foi a favor, enquanto o Fluminense foi contra. Botafogo e Vasco também fizeram oposição e, desta forma, ficou firmado que, na Taça Rio, não haveria esta hipótese — o primeiro jogo foi domingo (16), no Nilton Santos, e a volta será em São Januário.

A prefeitura, por sua vez, ao longo deste período, sempre afirmou que o decreto que impede a presença de público em estádios, ainda que não pagante, permanece em vigor. Apesar de tal posicionamento, o Fla e a Ferj buscam diálogo visando o segundo jogo da final, com o clube tendo, inclusive, enviado um protocolo aos órgãos municipais.

Veja nota do Fluminense:

"O Fluminense Football Club esclarece que não foi procurado e que, portanto, não teve ciência por nenhuma das partes envolvidas sobre a tentativa de mudança de local da partida. O Fluminense esclarece ainda que, mesmo que tivesse sido procurado para tal mudança, não a aceitaria, conforme já esclareceu a alguns jornalistas. A troca, sem justo motivo demonstraria infringência clara ao regulamento da competição previamente aprovado entre os clubes. Além disso, seria infringência das normas sanitárias de controle da pandemia. O clube segue focado no confronto de hoje pela Libertadores e honrando seus compromissos nas competições que disputa"