PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Cavani diz que teve 'chances concretas' de fechar com o Boca Juniors

Cavani falou sobre as negociações com o Boca Juniors - REUTERS/Michael Steele
Cavani falou sobre as negociações com o Boca Juniors Imagem: REUTERS/Michael Steele

Colaboração para o UOL

13/05/2021 23h53

No início da semana, o Manchester United anunciou a renovação de contrato de Edinson Cavani, de 34 anos, por mais uma temporada. O uruguaio permanecerá no clube inglês até junho de 2022. Cavani foi contratado pelos Diabos Vermelhos em outubro de 2020, na reta final da janela de transferências. Mas o desfecho poderia ter sido outro. Quem garante é o próprio atleta, que admitiu que teve conversas com o Boca Juniors.

"Sobre o Boca Juniors foi uma chance que esteve em cima da mesa. Sempre foi tudo muito claro. Román (Juan Román Riquelme, dirigente do Boca) não me chamou quando cheguei a Manchester para me dizer 'vamos lá'. Falou comigo desde a época em que eu estava em Paris. Ou seja, faz uns anos que tenho contato com ele, e não para me dizer 'você tem que vir', 'venha para cá'. Já tive conversas com ele, as coisas sempre foram muito claras entre nós", disse Cavani em entrevista ao canal Tyc Sports.

"(Jogar no Boca Juniors) Foi algo que esteve concreto. Eles me demonstraram seu interesse, seu desejo de contar comigo no clube. Eu agradeço e agradeci, sempre lhes disse. Eles sabem perfeitamente o que eu sinto e o que eu penso. Foi real a possibilidade de que eles me levassem, mas eu sempre fui muito claro", prosseguiu Cavani.

Mesmo tendo firmado recentemente um novo vínculo com o Manchester United, o atacante não descartou defender as cores da equipe argentina no futuro.

"Eu, pelo menos, nunca fechei as portas (para o Boca Juniors). Precisa perguntar a eles se a porta ainda está aberta. Da minha parte, demonstrei e comentei sobre os meus sentimentos. Hoje, igualmente a realidade é essa, estou aqui (no United). Minha cabeça está aqui e estou feliz", concluiu.

Após deixar o PSG, Cavani também teve o nome especulado em clubes brasileiros, como Grêmio, Flamengo e Palmeiras.

Futebol