PUBLICIDADE
Topo

Futebol

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Trajano: "Flamengo não teve caráter e competência para ganhar"

Do UOL, em São Paulo

12/05/2021 00h44

Classificação e Jogos

O Flamengo saiu perdendo para o Unión La Calera, mas reagiu e buscou o empate por 2 a 2 com a equipe chilena fora de casa, nesta terça-feira (11), pela Libertadores. Embora tenha perdido o aproveitamento de 100% na competição continental, o time carioca deixou bem encaminhada a classificação para as oitavas de final.

No Fim de Papo, live pós-rodada do UOL Esporte - com os jornalistas Vinícius Mesquita, José Trajano, Alicia Klein e Danilo Lavieri - a atuação do Flamengo foi discutida. Os colunistas apontaram algumas falhas cometidas pelos rubro-negros na partida contra o Unión La Calera, e que devem ser olhados com cuidado pelo técnico Rogério Ceni.

"O Flamengo não teve caráter e competência para ganhar esse jogo. Foi um placar justo, com predomínio total do Flamengo, que foi muito irregular. Empatou com um time de meia tigela, com erros que o time comete há tempos, principalmente em bolas cruzadas na área", comentou Trajano.

Lavieri concorda, e acha que Ceni deve ajustar alguns pontos no sistema defensivo. "Era para o Flamengo passear pelo Unión La Calera. É um time muito melhor. O Bruno Viana falhou muito. O Time errou nas jogadas aéreas. O Rogério precsa treinar melhor isso", apontou.

Para Alicia, Ceni corre risco de ver as cobranças aumentarem caso não consiga resolver logo estes problemas que o time tem apresentado. "O Rogério ousou nas substituições. De repente, abriu o jogo, mas não surtiu efeito. O Fla precisa olhar para o gol e para a zaga. O time pareceu muito desmantelado. Mesmo com cinco desfalques, o La Calera é um time modesto. Se não acertar, a pressão em cima do Rogério vem de qualquer jeito. Ele não tem dez dias de paz. Isso também pode dificultar o trabalho", alertou.

A ausência de um jogador, para Trajano, fez o Flamengo perder muita qualidade na partida no Chile. "A falta que o Gerson faz é impressionante. Ele consegue ser bom desarmando, atacando, passando... O Fla se impõe quando o Gerson joga. O meio-campo perde muito", completou.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol