PUBLICIDADE
Topo

Flamengo

Everton Ribeiro valoriza empate do Flamengo com La Calera: "Não desistimos"

Everton Ribeiro, do Flamengo, durante duelo com o La Calera, do Chile, pela Libertadores - Alexandre Vidal / Flamengo
Everton Ribeiro, do Flamengo, durante duelo com o La Calera, do Chile, pela Libertadores Imagem: Alexandre Vidal / Flamengo

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

11/05/2021 23h56

Após o empate do Flamengo com o La Calera, na noite de hoje (11), fora de casa, Everton Ribeiro reconheceu que não era o resultado esperado, mas celebrou o ponto conquistado, que deixa o time da Gávea mais próximo da classificação às oitavas de final da Libertadores.

O Rubro-Negro cometeu falhas defensivas no primeiro tempo e viu os donos da casa abrirem 2 a 0 no placar, com Ariel Martínez e Arão, contra. Ainda no primeiro tempo, com Gabigol, a equipe de Rogério Ceni diminuiu e, na etapa final, Arão empatou.

O camisa 11 lembrou o fato de o La Calera atuar em um estádio que tem grama sintética, o que, segundo ele, fez o Fla demorar a se adaptar ao jogo.

"[O La Calera] É uma equipe que sabe jogar no campo deles, gramado diferente, em que demoramos a nos adaptar, mas tentamos o tempo todo, conseguimos imprimir nosso ritmo. Tentamos até o final conseguir a virada... Depois de 2 a 0, é difícil conseguir vencer um jogo, mas não desistimos. Tentamos a todo o momento. Valeu o ponto, que nos deixa mais perto da classificação, que é o nosso objetivo", disse, à Conmebol TV.

"Pela situação do jogo, não queríamos sair atrás, tentamos impor o ritmo desde o começo, mas são coisas que acontecem. Não desistimos, buscamos esse ponto, e estamos mais próximos [da classificação]. Temos de continuar melhorando. Para a gente, o empate nunca é o que queremos, e vamos em busca da próxima vitória para selar a classificação", completou.

Os podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts e em todas as plataformas de distribuição de áudio. Você pode ouvir UOL Flamengo, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Amazon Music e YouTube.

Flamengo