PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Mais ofensivo? Ramírez cogita Yuri e Galhardo juntos no ataque do Inter

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

09/05/2021 04h00

Classificação e Jogos

O Inter tem 34 gols marcados em 13 partidas com a comissão técnica de Miguel Ángel Ramírez. Ou seja, marca 2,6 gols por jogo. Não bastasse tamanha potência na frente, com uma sequência de goleadas e vaga na final do Gauchão, o treinador espanhol cogita ainda ampliar a força ofensiva do time. Como? Com seus dois artilheiros jogando juntos.

O experimento já tinha sido feito, e com sucesso. Mas Ramírez sempre foi relutante em utilizar Yuri Alberto e Galhardo juntos por mais tempo. Contra o Juventude, porém, a lesão de Palacios ainda no primeiro tempo autorizou o que pode se tornar rotina no Colorado. E o 4 a 1 indica que deu certo.

"Eles já jogaram juntos algumas partidas. No jogo de ida [contra o Juventude], hoje... Yuri nos dá essa polivalência, pode começar pelo lado e terminar por dentro. É algo importante para ocupação de espaços. Eu, sinceramente, não sei qual sistema nosso ataque será montado. Se fixa muito em sistemas, 4-3-3, 4-4-2, mas tudo depende dos espaços. E o Yuri aproveita isso muito bem, e se complementa com Thiago [Galhardo]. Vamos ter partidas com eles juntos, sim", disse o treinador sem se isso será feito desde o início ou durante os jogos.

Para terça-feira, quando o Colorado encara o Deportivo Táchira pela Libertadores, Patrick pode ter condições de retornar após lesão. Mauricio tem sido utilizado pelo lado e restará dúvida se o time começará ou não com a dupla de goleadores.

Para que isso ocorra, o deslocado seria Yuri. O ex-santista desde o ano passado atua tanto como centroavante quanto aberto pelos flancos. Ele tem seis gols em 14 jogos nesta temporada. Galhardo tem sete em 11 compromissos.

A fase ofensiva do time gaúcho é muito boa. O Inter marcou 25 gols nos últimos cinco jogos que venceu. Média de cinco por triunfo.

"O que me preocupa é que criemos. Quando o time não gera situações, me preocupa. Se falhar no gol, no último passe, são coisas do jogo. Mas trabalhamos para gerar situações, para chegar ao gol rival", falou o técnico.

Com a atual comissão técnica são 13 jogos, com nove vitórias, um empate e três derrotas. O Inter lidera seu grupo na Libertadores e está na final do Campeonato Gaúcho.

Internacional