PUBLICIDADE
Topo

Fluminense

Por tensão na Colômbia, Conmebol remarca Junior x Fluminense para o Equador

Fluminense está na Colômbia, mas jogo contra o Junior Barranquilla pela Libertadores terá local alterado - Mailson Santana/Fluminense FC
Fluminense está na Colômbia, mas jogo contra o Junior Barranquilla pela Libertadores terá local alterado Imagem: Mailson Santana/Fluminense FC

Caio Blois

Do UOL, no Rio de Janeiro

05/05/2021 13h42

O Fluminense mais uma vez sofre com confusões da Conmebol na Libertadores. Agora, a entidade máxima do futebol sul-americano alterará o local do jogo contra o Junior, que seria em Barranquilla, para Guayaquil, no Equador, ainda na quinta (6), às 21h. Já na Colômbia, o Tricolor precisará viajar mais 1570 quilômetros de avião.

A decisão acontece em meio a protestos no país por conta de uma proposta de reforma tributária que aumentaria impostos. O projeto foi barrado pelo presidente Iván Duque, o que fez Alberto Carrasquilla, ministro da Fazenda, renunciar. Uma convulsão social foi causada pelos problemas do governo e levou a repressão policial, prisões e mortes.

Líder do grupo D com quatro pontos, o Flu já havia sofrido com uma mudança de local na segunda rodada, quando venceu o Independiente Santa Fe em Armênia, também na Colômbia, após ver o jogo sair de Bogotá por conta de um decreto do governo local.

O UOL Esporte apurou que pessoas ligadas à Conmebol acreditam que o Fluminense esteja sendo prejudicado por não ter disputado a Libertadores nas últimas temporadas, em que pese participações seguidas na Copa Sul-Americana durante os oito anos de ausência na maior competição de clubes do continente. Os próprios interlocutores veem falta de isonomia da entidade com o Tricolor, e afirmaram à reportagem que outras equipes teriam melhor tratamento e resoluções mais eficientes e céleres para as questões.

Os argentinos River Plate, Argentinos Juniors e Lanús — que está na Sul-Americana — se recusaram a viajar para a Colômbia com a anuência da Conmebol, e tiveram suas partidas remarcadas para o Paraguai, país-sede da entidade. Todos jogarão na capital paraguaia Assunção, enquanto o Tricolor, que já estava na Colômbia, jogará no Equador.

Para viajar, o Flu teve o aval da CBF e da Conmebol. Também por conta dos já empenhados custos logísticos, o Tricolor confirmou a viagem, que correu bem e, aparentemente, não traria problemas após o presidente do Junior afirmar que o jogo aconteceria em Barranquilla.

Fluminense