PUBLICIDADE
Topo

Botafogo

Botafogo pega o Nova Iguaçu enquanto negocia com rival para manter dupla

Lateral-esquerdo Paulo Victor vem se destacando no Botafogo neste início de temporada 2021 - Vitor Silva/Botafogo
Lateral-esquerdo Paulo Victor vem se destacando no Botafogo neste início de temporada 2021 Imagem: Vitor Silva/Botafogo

Alexandre Araújo e Bernardo Gentile

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

02/05/2021 04h00

Classificação e Jogos

Botafogo e Nova Iguaçu se encaram hoje (2), pela semifinal da Taça Rio, em meio às conversas pelo lateral-esquerdo Paulo Victor e pelo volante Kayque. Destaques neste início de temporada do Alvinegro, eles chegaram a General Severiano ainda para as categorias de base, têm os direitos ligados ao clube da Baixada Fluminense e vivem a expectativa por um final feliz nas tratativas pela permanência. O duelo, no Nilton Santos, começa às 18h.

O confronto não é mais tão valioso olhando para o Campeonato Carioca. Nesta edição da competição, a Taça Rio é disputada entre as equipes que ficaram da quinta à oitava colocação na Taça Guanabara, já sem chances de conquistar o título do Estadual.

Paulo Victor tem contrato de empréstimo junto ao Botafogo até o fim do ano, prazo que a diretoria tem para adquirir 50% dos seus direitos econômicos. O assunto é analisado pela cúpula, mas a avaliação em relação ao jogador é positiva.

O lateral-esquerdo surgiu como "grata surpresa" nestes primeiros passos do Botafogo em 2021 e vem sendo bastante elogiado tanto pela comissão técnica quanto pela torcida. Após uma reformulação no elenco, que ocasionou a saída de Victor Luis, titular na última temporada, o técnico Marcelo Chamusca apostou em Hugo. Porém, um problema muscular na coxa esquerda do jovem fez com que Paulo Victor se tornasse opção para o setor.

Vale lembrar que Guilherme Santos ainda se recuperava de lesão e Rafael Carioca, contratado para a temporada, não conseguiu agradar nas duas primeiras oportunidades.

O caso de Kayque é um pouco mais urgente. O volante, que trata uma "lesão significativa" no tendão adutor da perna direita, tem vínculo apenas até o fim do mês, e as tratativas estão em andamento.

Kayque, volante do Botafogo - Vitor Silva / Botafogo - Vitor Silva / Botafogo
Imagem: Vitor Silva / Botafogo

"Temos um procedimento muito bem definido de trabalho. Respeitamos muito os clubes de maior investimento, temos o nosso planejamento bem delineado na base e profissional. Os clubes conhecem e nos procuram. Em relação ao Botafogo, tiveram alguns casos de sucesso, e isso criou um elo de comprometimento e respeito. Talvez, tenha começado com o [lateral-esquerdo] Cortez, lá atrás, e mais recentemente teve o Jonathan, o Kayque, o Paulo Victor... A coisa vai dando pé e vai se estreitando", disse Jânio Moraes, presidente do Nova Iguaçu.

Questionado sobre a situação de Paulo Victor e Kayque, o dirigente demonstrou tranquilidade e lamentou a lesão do volante.

"Eles têm contrato, e sempre respeitamos isso. Caso o Botafogo queira fazer alguma antecipação, não há problema. Mas são jogadores com contrato em vigor, e tudo tem sua hora. Infelizmente, o Kayque teve o azar de ter essa lesão, mas tudo dará certo".

Coordenador das divisões de base do Botafogo, Tiano fez elogios ao trabalho realizado no Nova Iguaçu e celebrou que alguns nomes recém-promovidos ao elenco profissional estejam conquistando espaço.

"Temos uma ótima relação com o Nova Iguaçu. A gente sabe que eles possuem um trabalho de formação qualificado e estruturado. Além disso, todos os meninos que chegam para as nossas equipes de base são avaliados pelo nosso departamento de captação e por nossas comissões técnicas. Então, ficamos felizes quando atletas como o Paulo Victor e o Kayque são oportunizados e conseguem agregar ao nosso profissional. Creio que Botafogo tem realizado um trabalho sério com um reconhecido desenvolvimento de atletas e vamos trabalhar para que isso perdure por bastante tempo"

Jogos para preparação

O técnico Marcelo Chamusca deu indícios de que usará estas partidas da Taça Rio para fazer testes e trabalhar ainda mais o time visando a disputa da Série B do Campeonato Brasileiro. Neste embalo, o duelo contra o Nova Iguaçu ganha importância para que a equipe "comprove" a goleada sobre o Macaé, no encerramento da Taça Guanabara, e dê mais um passo na preparação para a competição nacional.

O comandante, porém, lembra que a caminhada dependerá do calendário imposto pela Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj).

"A nossa ideia é utilizar equipe principal para iniciar a competição. O que vai acontecer durante a competição vai depender do calendário proposto pela federação. Já estamos conversando com a federação para ver a questão das datas. Vamos, semana a semana, com calma, em cima das datas que a federação definir, fazer nosso planejamento, mas o Botafogo tem de jogar qualquer competição para vencer, buscar resultado, mas tudo vai ser feito com calma", apontou.

Virada emocionante

Na Taça Guanabara, o duelo terminou com uma vitória do Botafogo, em virada nos minutos finais. Marco Antônio, que fazia a estreia com a camisa alvinegro, se tornou herói ao dar passe para Ênio empatar e fazer o gol do triunfo.

Marco Antônio celebra gol do Botafogo sobre o Nova Iguaçu - Vitor Silva/Botafogo - Vitor Silva/Botafogo
Imagem: Vitor Silva/Botafogo

"Ótima lembrança. Na minha estreia, contra o Nova Iguaçu, pude fazer um gol e dar um passe. Mas agora é outro campeonato, é mata-mata. O Nova Iguaçu vem mais preparado para este jogo, sabemos das dificuldades, mas esperamos fazer um grande jogo. E quem sabe eu possa fazer gol, ou contribuir com passe, e a equipe estar saindo com a vitória", disse o meia, em entrevista à Botafogo TV.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO X NOVA IGUAÇU

Competição: semifinal Taça Rio, Campeonato Carioca
Data: 2 de maio de 2021, domingo
Horário: 18h (de Brasília)
Local: estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Rejane Caetano da Silva
Assistentes: Andréa Izaura Maffra Marcelino de Sá e Fabiana Nobrega Pitta

Botafogo: Douglas Borges; Jonathan, Kanu, Sousa e PV; Rickson, Pedro Castro e Ricardinho; Felipe Ferreira, Marco Antônio e Matheus Nascimento. Técnico: Marcelo Chamusca

Nova Iguaçu: Luiz Henrique, Andre Santos, Rafinha, Leo e Gilberto; Abuda, Anderson Kuzel, Roberto Baggio, Luã Lucio, Dieguinho e Yan. Técnico: Carlos Victor

Botafogo