PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Guto Ferreira comemora invencibilidade de 22 jogos do Ceará no Nordestão

Técnico Guto Ferreira, do Ceará - Felipe Santos/Comunicação Ceará
Técnico Guto Ferreira, do Ceará Imagem: Felipe Santos/Comunicação Ceará

Bruno Fernandes e Josué Seixas

Colaboração para o UOL, em Maceió

26/04/2021 04h00

Classificação e Jogos

Ao vencer o Vitória no sábado (24), o Ceará não só carimbou uma vaga à final da Copa do Nordeste, mas também aumentou o seu próprio recorde de partidas invictas na competição. Agora, o time soma 22 jogos sem perder, com 13 vitórias e nove empates. O Vozão tenta o terceiro título do regional, e a curiosidade é que, nos dois anteriores (2015 e 2020), também teve campanhas invictas.

"Muito importante estar na final em uma campanha como essas. Temos que nos preocupar já com o jogo de terça-feira, pela Sul-Americana, e no próximo fim de semana temos a primeira partida da final, contra o adversário que sair do jogo de mais tarde. Meus parabéns vão aos jogadores, porque estamos construindo uma mentalidade vencedora aqui no clube. É importante sempre estar vencendo, criando situações vencedoras, mas o que mais queremos é levantar mais uma taça", disse Guto após a semifinal.

Segundo o técnico, como o time está em competições simultâneas e importantes, como a Copa do Nordeste e a Sul-Americana, os jogos às vezes precisam ser administrados, uma vez que se entra em campo já pensando em como estar bem para a partida seguinte.

O treinador acrescentou, ainda, que os jogos da final, marcados para o dia 1º e dia 8 de maio, acontecerão no meio de viagens internacionais (para a Argentina primeiro e para a Bolívia, na semana seguinte).

"Acho que hoje (sábado) nós tivemos um pouco de dificuldade no jogo, próprio de quem está jogando partidas seguidas, sempre no meio de semana e no fim de semana. Isso pesa um pouco, mas a nossa equipe conseguiu, dentro de campo, construir as jogadas de gol. O time se manteve tranquilo, mesmo com uma partida de superação da partida adversária, e conseguimos ter o controle da partida. Fizemos os gols e administramos", analisou o técnico.

Durante o jogo contra o Vitória, nos últimos lances, a expulsão do lateral-direito Gabriel Dias também trouxe uma preocupação para o técnico. O árbitro Zandick Gondim analisou o lance nos acréscimos, em que Gabriel atingiu o rosto de Wesley, do Vitória, com o pé. Porém, o lance foi considerado impedimento e o cartão continuou aplicado ao lateral-direito.

"Eu achei uma situação ruim. Para mim, não aconteceu nada. Para mim, o jogador rolou na frente do nosso jogador, que tentou evitar qualquer tipo de toque. Como ele faria para sair dessa jogada? Como ele não tocaria o adversário que rolou na frente dele e ele veio embalado, junto com ele, numa briga de espaço? Se alguém conseguir me explicar como fazer para não tocar o adversário, me explique na sequência. A perda é bastante significativa sim, mas a confiança é total se eu tiver que usar o Buiú, que é o imediato. Não tenho problema nenhum. É um menino de muita personalidade e, se a escolha for por ele, ele dará conta do recado e fará uma grande partida como já fez", comentou Guto.

Agora, além de aguardar o adversário da final, que será decidido na partida entre Fortaleza e Bahia, o time do Ceará se prepara para viajar para a Argentina, onde enfrentará o Arsenal de Sarandí. Esse será o primeiro jogo internacional da história do Ceará e está marcado para a próxima terça-feira (27), às 21h30, pela Copa Sul-Americana.

Futebol