PUBLICIDADE
Topo

Futebol

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Menon: "É um absurdo Abell Ferreira ser questionado"

Do UOL, em São Paulo

19/04/2021 04h00

As perdas dos títulos da Supercopa do Brasil e da Recopa Sul-Americana e a derrota no clássico para o São Paulo deixaram parte da torcida do Palmeiras irritada. Houve pichações com cobranças ao treinador Abel Ferreira e aos jogadores, com uma crescente pressão sobre o time que há pouco tempo foi campeão da Libertadores e da Copa do Brasil.

No Fim de Papo, live pós-rodada do UOL Esporte —com os jornalistas Isabela Labate, Débora Miranda, Menon e Ricardo Perrone—, os comentaristas analisaram as cobranças em cima de Abel Ferreira. Todos concordam: as reclamações são exageradas.

"É uma insanidade total, até para os padrões brasileiros. Ele acabou de ganhar uma Libertadores. Não o acho um gênio, mas um cara desse ser questionado a esse ponto é um absurdo", disse Menon, citando a frase do técnico ao comentar as pichações: "Quando eu for o problema, deixo de ser o problema."

Para Debora, este tipo de cobrança apenas prejudica o ambiente da equipe. "Futebol é cíclico. Inevitavelmente tem uma queda. Minha sensação é de que as torcidas não sabem mais perder. O time tem que ganhar em todas as ocasiões e isso não existe. São situações injustas. São algumas derrotas, é algo normal. Precisa dar tempo, tranquilidade. Essa pressão é cruel e prejudica o time, acaba com o clima. Com que cabeça os meninos entram para jogar?", questionou.

Perrone ressaltou que, nas redes sociais, a maior parte dos comentários foi em defesa do técnico. "A maioria dos palmeirenses está com o Abel. Contra o São Paulo, o time foi mal, e aí o torcedor fica bravo. Quando o treinador começa a ver um jogo diferente do torcedor, fica na bronca. Hoje picham o muro por qualquer coisa e fazem tempestade em copo d'água. Abel ganhou Libertadores, Copa do Brasil, não é para tudo isso", avaliou.

Neste domingo (18), o Palmeiras ficou no 0 a 0 com o Botafogo pelo Paulistão e completou uma série de quatro jogos sem vitórias. O resultado deste fim de semana, porém, deveria ser relevado, na visão de Perrone. "O Palmeiras não vem jogando bem, mas hoje era um time mudado", concluiu.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol