PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Manoel Tobias se vê como maior de todos os tempos no futsal: 'Falcão em 2º'

Manoel Tobias em quadra pela seleção brasileira - REUTERS/Mario Linares
Manoel Tobias em quadra pela seleção brasileira Imagem: REUTERS/Mario Linares

Colaboração para o UOL

19/04/2021 20h36

O ex-jogador de futsal Manoel Tobias completa 50 anos nesta segunda-feira (19) e deu uma entrevista exclusiva para o site da Fifa. Ele se colocou à frente de Falcão como maior jogador da modalidade: 'sou o melhor de todos os tempos. Falcão é o 2º'.

Campeão mundial em 1992 e 1996, Manoel Tobias disse que era mais completo que Falcão e, por isso, se considera o melhor. "Manoel Tobias poderia atacar e defender, criar e marcar gols. Desculpe, mas seria hipócrita para mim não dizer isso, porque eu acredito firmemente que sou o maior. Falcão em segundo, Ricardinho em terceiro. Jorginho era um jogador inacreditável também", analisou

O ex-jogador também relembrou seleções históricas da modalidade e colocou o time campeão de 1996 como o melhor da história. "A equipe espanhola com Daniel, Kike, Javi Rodriguez foi excelente. A equipe brasileira com Schumacher, Falcão, Vinicius também. Mas a seleção brasileira de 96 produziu jogadas que as equipes ainda imitam hoje. Foi como o time do Brasil de 70 com Pelé, Jairzinho e Tostão", comparou Tobias.

Em 1996, Manoel Tobias deixou o futsal para se aventurar nos gramados. Passou quatro meses no Grêmio, antes de retornar às quadras vestindo a camisa do Internacional. "Foi uma experiência incrível. Achei muito difícil me adaptar, mas depois de dois ou três meses comecei a lidar com isso. Consegui fazer algumas boas atuações. Nos treinamentos, jogamos contra jovens jogadores como Tinga, Rodrigo Gral e um garoto chamado Ronaldinho Gaúcho", relembrou.

Nascido em Salgueiro, interior de Pernambuco, Manoel Tobias foi o expoente de uma geração vitoriosa que dominou as quadras nos anos 90, sendo artilheiro e eleito o melhor jogador das copas de 1996 e 2000 e ganhando o prêmio de melhor jogador de futsal do mundo pela FIFA entre 2000 e 2002. Se aposentou em 2007, aos 36 anos.

Futebol