PUBLICIDADE
Topo

Futebol

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

RMP: "Palmeiras está abaixo do que jogou no ano passado"

Do UOL, em São Paulo

15/04/2021 11h00

Classificação e Jogos

O Palmeiras praticamente não terá tempo para assimilar as perdas dos títulos da Supercopa do Brasil e da Recopa Sul-Americana. Na sexta-feira, a equipe volta a campo para um duelo complicado: o clássico contra o São Paulo pelo Paulistão. Na próxima quarta (21), o time estreia na fase de grupos da Libertadores contra o Universitario-PER fora de casa. Como o Palmeiras deve reagir após a perda dos títulos e com partidas tão importantes em um intervalo de tempo tão curto?

No Fim de Papo, live pós-rodada do UOL Esporte - com os jornalistas Isabela Ayami, Renato Maurício Prado e Danilo Lavieri - houve um debate em torno do impacto que os jogos contra Flamengo e Defensa y Justicia podem ter no elenco e em quais pontos o técnico Abe Ferreira deve se concentrar para trabalhar.

Renato acha que o técnico deve olhar com mais cuidado para um setor do time. "Ele precisa definir o meio-campo, a filosofia. É preciso ver como o Abel vai fazer em relação aos próximos jogos. É complicado poupar, mas ele precisa. Precisa treinar. Foi o que o Ceni fez e deu muito certo", disse, citando o técnico do Flamengo, que usou o início do Carioca para dar espeço a jovens da base e alguns reservas enquanto os titulares descansavam.

Para o duelo desta quarta-feira contra o Defensa y Justicia, Abel optou por um meio-campo com as presenças de dois garotos: Patrick de Paula e Danilo. Já na partida contra o Flamengo, no domingo, o técnico optou por Felipe Melo e Zé Rafael no setor.

Trajano também considera fundamental resolver esta questão. "Não é a primeira vez que o meio-campo do Palmeiras desaparece. Tem algum problema a ser acertado, ou com os jovens, ou com Felipe Melo com Zé Rafael usando o Raphael Veiga. É meio estranho. Tem bom time, bom técnico, candidato ao título de tudo que disputar, mas deixa de ser grande ganhador para ser o grande perdedor", analisou.

Lavieri demonstrou preocupação com a forma como o Palmeiras deve reagir em curto prazo. "Perder a Recopa traz efeitos para esse curto período de tempo. Tem o clássico com o São Paulo. O maior impacto é a pressão que traz para o resto da temporada. Quando se ganha, a pressão é muito maior", opinou.

Na visão de Renato, o treinador terá um trabalho duro para os próximos dias. "Por sorte, a estreia do Palmeiras na Libertadores é contra a baba do grupo. O Abel vai ter que quebrar a cabeça para estes jogos. O Palmeiras claramente não está pronto e está abaixo do que jogou no ano passado", completou.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol