PUBLICIDADE
Topo

Cruzeiro

Volante revelado pelo Cruzeiro 'muda nome' e sonha com nova chance no clube

Lucas Ventura abandona apelido de Nonoca e quer escrever nova história com a camisa celeste - Gustavo Aleixo/Cruzeiro
Lucas Ventura abandona apelido de Nonoca e quer escrever nova história com a camisa celeste Imagem: Gustavo Aleixo/Cruzeiro

Guilherme Piu

Do UOL, em Belo Horizonte

31/03/2021 04h00

Classificação e Jogos

O futebol reserva a vários garotos o sonho de vestir a camisa de um grande clube, assim como aconteceu com o jovem volante Lucas Ventura, de 22 anos, revelado nas categorias de base do Cruzeiro. Após surgir como grande promessa da Raposa em 2017, o meio-campista, naquela época chamado de Nonoca, acabou não se firmando no grupo principal comandado por Mano Menezes.

Com passagens pelo Sport e pelo Boa Esporte entre 2018 e 2020, Ventura tem planos audaciosos para o restante de seu contrato com o Cruzeiro. Com vínculo por pouco mais de seis meses — o atual vínculo se encerra em 4 de outubro —, o jogador espera ganhar uma chance para, literalmente, escrever uma nova história.

O volante, em entrevista aos canais oficiais do Cruzeiro, explicou que sua preferência é ser chamado pelo seu nome de batismo, Lucas Ventura, abandonando a antiga alcunha de Nonoca.

"Quero deixar bem claro que tenho um carinho enorme pelo apelido, pelo meu pai, acho que pude honrá-lo enquanto usei o apelido, mas agora é uma nova fase, um recomeço no Cruzeiro. Voltei e quero ser chamado pelo meu nome, fazer meu nome também como Lucas Ventura. (...) Sei que algumas pessoas não gostaram, mas é uma coisa particular minha e da minha família, e eu quero sim levar esse nome e fazer meu nome como Lucas Ventura no futebol", explicou.

O apelido de Nonoca, uma homenagem ao falecido pai, vem ainda de sua cidade, Leopoldina, na zona da mata mineira, onde jogava futebol em um time do seu bairro. De lá despontou para as categorias de base do Cruzeiro, após ser observado em um campeonato local. Nonoca era também como o pai de Lucas Ventura era conhecido na região.

Promoção prematura

Lucas Ventura foi promovido ao time principal do Cruzeiro quando tinha 18 anos. Naquela oportunidade a concorrência por uma vaga no meio-campo era muito grande e o garoto brigava por uma vaga com Lucas Silva, Hudson, Lucas Romero, Ariel Cabral e Henrique, o que acabou dificultando sua utilização.

"Eu subi e tive oportunidades muito novo. Comecei a jogar, saí para alguns clubes [Sport e Boa Esporte], e acho que volto mais maduro. (...) Disputei campeonatos difíceis, campeonatos cascudos, campeonatos inferiores, que me deram mais rodagem. Acho que volto mais maduro para aproveitar essa oportunidade", comentou.

"Felicidade imensa [retornar ao Cruzeiro], e eu espero aproveitar as oportunidades do treinamento e nos jogos, se aparecerem. Até agora sigo trabalhando, mostrando ao Felipe que eu tenho condições de jogar e evoluindo cada dia mais", garantiu.

Lucas Ventura é observado pela comissão técnica de Felipe Conceição e o treinador pode ser uma peça fundamental para garantir o futuro do jogador dentro ou fora da Toca II.

Cruzeiro