PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Benítez tem o desejo de trocar o Vasco pelo São Paulo, diz Pássaro

Meia argentino Martín Benítez manifestou o desejo de deixar o Vasco e se transferir para o São Paulo - Ettore Chiereguini/AGIF
Meia argentino Martín Benítez manifestou o desejo de deixar o Vasco e se transferir para o São Paulo Imagem: Ettore Chiereguini/AGIF

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

10/03/2021 16h09

O diretor-executivo de futebol do Vasco, Alexandre Pássaro, admitiu que Benítez está próximo de se transferir para o São Paulo. A declaração foi dada hoje (10) durante a apresentação dos reforços Marquinhos Gabriel, Ernando e Zeca para a temporada 2021.

Segundo o dirigente — que anteriormente trabalhava no Tricolor paulista — o meia revelou sua vontade de rescindir e ir para o clube do Morumbi, mas as condições do Vasco terão de ser atendidas.

"O Benítez manifestou o desejo de sair, de ir para o São Paulo. Nenhum jogador ficará no Vasco a contragosto, desde que as condições de saída sejam feitas a gosto do Vasco. Ainda estamos tratando, mas deve ser definido entre hoje e amanhã", declarou Pássaro em coletiva na Vasco TV, garantindo que o negócio não envolve o meia Shaylon, que estava emprestado pelo Tricolor ao Goiás:

"Posso garantir que não envolve o Shaylon. Gosto muito do Benítez, não é uma queda de braço. As coisas estão se encaminhando para definir entre hoje e amanhã. Ainda ficaremos com algum percentual. Nós temos que atender a vontade do jogador, mas primeiro a do Vasco do Gama".

A situação contratual de Benítez é complexa. Com seus direitos econômicos presos ao Independiente (ARG), ele foi reemprestado ao Vasco no final do ano passado até 30 de junho de 2021 mediante o pagamento de cerca de R$ 1,4 milhão.

Os argentinos mantiveram a opção de compra para o Cruzmaltino, ao final do vínculo, por cerca de US$ 3,75 milhões (cerca de R$ 21 milhões), algo totalmente fora de cogitação por parte da diretoria vascaína.

Com as condições de aquisição fora da realidade cruzmaltina somadas ao salário do meia, à irregularidade física do atleta e ao rebaixamento do clube para a Série B, Benítez passou a ser um jogador negociável por parte do Vasco.

O São Paulo, então, fez a proposta, chegou a um acordo com o atleta e seu staff, mas o Cruzmaltino não abre mão de suas vontades que, entre outras questões, envolvem uma compensação financeira.

Caso os clubes cheguem a um acordo, Benítez deverá assinar por empréstimo até dezembro de 2021 com o São Paulo.

Veja outros tópicos da entrevista de Pássaro

Diretor-executivo do Vasco, Alexandre Pássaro apresentou Zeca e também Marquinhos Gabriel e Ernando - Rafael Ribeiro / Vasco - Rafael Ribeiro / Vasco
Diretor-executivo do Vasco, Alexandre Pássaro apresentou Zeca e também Marquinhos Gabriel e Ernando
Imagem: Rafael Ribeiro / Vasco

Germán Cano

"O Cano tem contrato até 31 de dezembro. Ouvi dele e do empresário que não tem problema em jogar a Série B, que não tem divisão e que ele tem interesse em jogar aqui. Os outros clubes interessados não vieram procurar o Vasco. Só foram nele. O Cano não continuará apenas se algo mudar de figura. Passamos por reestruturação financeira. Trabalhamos para resolver coisas do passado e do presente com ele. Queremos que ele fique, vamos trabalhar totalmente para isso. Nosso esforço é para que ele fique, no mínimo, até o fim do ano. Agora não é hora de falar de renovação. O nosso esforço é total, mas ele tem um teto, tem limite".

Wellington Nem

"Trabalhou comigo no São Paulo. Ele é diferente, mas passava por problemas físicos e depois isso se intensificou. Nos foi oferecido para que ele pudesse ficar aqui um período de quatro semanas treinando e sendo avaliado. Sem que o Vasco gastasse um centavo. Eventualmente, se ele estivesse equilibrado, a gente poderia pensar em negociar. Se fosse o caso, negociaríamos com um salário 10 vezes menor do que ele ganhava na Ucrânia. Como vazou, decidimos por paralisar tudo, mas isso não quer que não possamos voltar a conversar mais na frente".

Contratações

"Seguramente novas contratações virão ao longo do ano. Temos que lembrar que o ano não termina agora. Pelo contrário, ele começa agora. Mas a construção da equipe vai até o início da Série B. Provavelmente outros jogadores chegarão nesse momento, outros mais à frente e outros após os estaduais. Sabemos que muitas coisas vão acontecer e não podemos ficar engessados, com elenco fechado".

Futebol