PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Vasco vence Goiás, é rebaixado matematicamente e aposta fichas no STJD

Germán Cano fez um dos gols do Vasco na vitória por 3 a 2 sobre o Goiás que oficializou a queda do Cruzmaltino - Thiago Ribeiro/Thiago Ribeiro/AGIF
Germán Cano fez um dos gols do Vasco na vitória por 3 a 2 sobre o Goiás que oficializou a queda do Cruzmaltino Imagem: Thiago Ribeiro/Thiago Ribeiro/AGIF

Do UOL, no Rio de Janeiro

25/02/2021 23h29

Precisando vencer, torcer por uma derrota do Fortaleza para o Fluminense e ainda tirar uma improvável diferença de 12 gols para o clube cearense, o Vasco fez seu papel em partes, bateu de virada o Goiás por 3 a 2, mas o resultado foi insuficiente e o Cruzmaltino foi rebaixado matematicamente no Campeonato Brasileiro. Os cearenses perderam para o Tricolor carioca por 2 a 0.

Os gols da partida foram marcados por Germán Cano e Ricardo Graça (2), para os cariocas, e Fernandão (2) para os goianos.

Sem conseguir a permanência em campo, o Cruzmaltino aposta agora todas as suas fichas no pedido de impugnação da derrota por 2 a 0 para o Internacional, quando no primeiro gol colorado o VAR apresentou uma falha técnica que dificultou a apuração de um suposto impedimento.

Hoje o clube enviou sua manifestação ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva, após analisar as imagens e áudios fornecidos pela CBF, e aguarda uma decisão do STJD. A diferença na tabela do Vasco para o Fortaleza — que terminou em 16º — é de nove gols de saldo (ambos empataram em 41 pontos).

O Goiás já havia sido matematicamente rebaixado na rodada passada, e se junta a Vasco, Coritiba e Botafogo como clubes que caíram para a Série B.

Despedida de Luxemburgo

O jogo de hoje marcou a despedida do técnico Vanderlei Luxemburgo do Vasco. Na véspera do duelo, a diretoria comunicou ao treinador que ele não faz parte dos planos para a próxima temporada.

O treinador fez questão de cumprir seu acordo e abriu mão de receber qualquer tipo de remuneração pelos 12 jogos que esteve no comando. Antes do duelo ele não quis conceder entrevista.

O melhor - Fernandão matador

Fernandão demonstrou seu faro de artilheiro e fez logo dois no encerramento do Goiás na Série A do Campeonato Brasileiro.

Jogadores do Goiás comemoram gol contra o Vasco pelo Brasileirão - Thiago Ribeiro/Thiago Ribeiro/AGIF - Thiago Ribeiro/Thiago Ribeiro/AGIF
Imagem: Thiago Ribeiro/Thiago Ribeiro/AGIF

O pior - Fernando Miguel vai mal de novo

Fernando Miguel fechou sua temporada ruim com mais uma má atuação. O goleiro sofreu um gol de falta que era bem defensável, como muitos que sofreu ao longo do campeonato.

Cano abre o placar

Germán Cano abriu o placar para o Vasco aos 14 minutos do primeiro — mesmo número de sua camisa — após aproveitar rebote em chute de Carlinhos de fora da área.

Cano teve gol anulado e depois saiu lesionado

Querendo jogo, Cano chegou a fazer outro gol, que foi anulado pela arbitragem por impedimento. No fim do primeiro tempo, sentiu uma lesão e foi substituído por Ygor Catatau.

Jogadores comemoram com Luxa

Na comemoração, Germán Cano e outros jogadores foram comemorar o gol com Vanderlei Luxemburgo, que fazia sua despedida.

Fernandão empata após validação do VAR

O Goiás chegou ao empate aos 25 minutos do primeiro tempo, quando Rafael Moura cabeceou na trave e, no rebote, Fernandão escorou. Fernando Miguel chegou a fazer uma defesa, mas após verificação do VAR, concluiu-se que a bola já havia passado da linha.

Fernandão, de novo, vira o placar

A virada do Goiás foi aos 51 minutos do primeiro tempo, quando Fernandão resolveu experimentar uma falta de fora da área e Fernando Miguel aceitou.

1º gol de falta de Fernandão

Na saída para o intervalo, Fernandão revelou uma curiosidade ao Premiere: foi seu primeiro gol de falta da carreira e ele nem treina o fundamento:

"É o meu primeiro gol de falta da vida. Nunca treinei. Só brinco às vezes, fico feliz de fazer um gol de falta".

Ricardo Graça iguala o placar novamente

O Vasco chegou ao empate logo aos quatro minutos do segundo tempo, quando Ricardo Graça subiu sozinho e cabeceou bonito para fazer o 2 a 2. Ele ainda teve tempo de dar a vitória ao time cruz-maltino aos 47 minutos do segundo tempo.

Perfis dos clubes tímidos

Geralmente ativos no pré-jogo, os perfis dos dois clubes no Twitter antes do jogo foram tímidos, limitando-se a informar o jogo mais cedo e depois suas respectivas escalações.

Já tem Carioca semana que vem

Com um calendário comprimido por conta da pandemia do coronavírus, o Vasco já voltará a campo na semana que vem, quando estreia no Campeonato Carioca na próxima quarta-feira (3) contra a Portuguesa (RJ).

VASCO 3 X 2 GOIÁS

Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Auxiliares: Jorge Eduardo Bernardi (RS) e José Eduardo Calza (RS)
VAR: Igor Junior Benevenuto de Oliveira (MG)
Cartões amarelos: Léo Matos (VAS); Fábio Sanches, Miguel Figueira (GOI)
Cartões vermelhos:
Gols: Germán Cano, aos 14 minutos do primeiro tempo (VAS); Fernandão, aos 25 minutos do primeiro tempo (GOI); Fernandão, aos 51 minutos do primeiro tempo (GOI); Ricardo Graça, aos 4 minutos do segundo tempo e aos 47 minutos (VAS)

Vasco: Fernando Miguel, Léo Matos (Juninho), Leandro Castan (Marcelo Alves), Ricardo Graça e Henrique; Bruno Gomes, Andrey (Tiago Reis) e Carlinhos; Pikachu, Talles Magno (Gabriel Pec) e Cano (Ygor Catatau). Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Goiás: Tadeu; Shaylon, Fábio Sanches, David Duarte e Jefferson; Henrique Lordelo, Miguel Figueira (Breno) e Índio (Taylon); Vinícius, Fernandão (Sandrinho) e Rafael Moura (Pedro Marinho). Técnico: Glauber Ramos.

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do que havia sido publicado, Vasco e Fortaleza empataram em pontos -- 41 cada. A diferença entre eles é no saldo de gols. O texto foi corrigido.

Futebol