PUBLICIDADE
Topo

Cruzeiro

Precisando de dinheiro, Cruzeiro oferece Orejuela ao Atlético-MG

Empréstimo de Orejuela ao Grêmio terminou em dezembro de 2020 e jogador está lesionado - Lucas Uebel/Grêmio
Empréstimo de Orejuela ao Grêmio terminou em dezembro de 2020 e jogador está lesionado Imagem: Lucas Uebel/Grêmio

Guilherme Piu

Do UOL, em Belo Horizonte

07/01/2021 04h00

A venda dos direitos econômicos do lateral direito Luis Orejuela no começo deste ano é a grande expectativa do Cruzeiro para uma oxigenação imediata — porém efêmera — nas contas do clube, "estranguladas" pela grave crise financeira que já aponta dívida superior a R$ 1 bilhão. A atual diretoria da Raposa, que tem compromissos atrasados com atletas e funcionários, tomou uma atitude muito curiosa no intuito de acelerar a capitalização de grana: ofereceu o jogador ao Atlético-MG.

Segundo apurou o UOL Esporte com fontes ligadas ao Alvinegro, partiu do próprio Cruzeiro a ideia de oferecer Orejuela ao seu maior rival, atualmente aportado financeiramente por um grupo de empresários que já investiu mais de R$ 200 milhões no clube.

O Atlético-MG analisa a possibilidade de pagar à vista o valor desejado pelo Cruzeiro, algo em torno de R$ 20 milhões, por 50% dos direitos econômicos de Orejuela, parcela que está ligada ao clube estrelado. A esse valor, ainda de acordo com o UOL, devem ser acrescidos luvas ao próprio atleta e comissão ao staff do lateral, e são esses últimos detalhes que podem ser entraves para a negociação.

Até a tarde de ontem (6) não havia proposta formal dos alvinegros pelo jogador, que estava com permanência no Grêmio alinhada, mas tudo mudou por uma reviravolta. A diretoria do Cruzeiro, de acordo com dirigentes gremistas, alterou de última hora detalhes do acordo previamente firmado. Os gaúchos pagariam algo em torno de R$ 2,85 milhões aos mineiros de forma parcelada.

Com ajuda de seu principal investidor, o Cruzeiro adquiriu metade dos direitos econômicos de Orejuela junto ao Ajax em janeiro de 2020, e pagou algo próximo a R$ 6 milhões. Esse mesmo empresário, dono de uma famosa rede de supermercados em Belo Horizonte, patrocina o Atlético-MG e renovou sua parceria com o clube recentemente.

Os clubes não se pronunciam oficialmente sobre negociações.

Cruzeiro