PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Keirrison é oferecido ao Rio Branco-ES, que avalia contratação

Keirrison teve passagem avassaladora pelo Palmeiras em 2009, mas está sem jogar há um ano e meio - Almeida Rocha/Folhapress
Keirrison teve passagem avassaladora pelo Palmeiras em 2009, mas está sem jogar há um ano e meio Imagem: Almeida Rocha/Folhapress

Do UOL, em São Paulo

07/01/2021 23h19

Aos 32 anos, Keirrison pode ser o novo reforço do Rio Branco-ES para disputar o Campeonato Capixaba deste ano. O atacante ex-Palmeiras e Barcelona está sem jogar oficialmente desde maio de 2018. A informação foi dada pela Rádio ES e confirmada pelo UOL Esporte.

"Ele foi oferecido ao clube, e passei ao departamento de futebol para análise", disse ao UOL o presidente do Rio Branco-ES, Luciano Mendonça.

Keirrison surgiu em 2006 e logo passou a chamar muita atenção no Coritiba, clube que o revelou. Três anos depois teve passagem meteórica pelo Palmeiras, pelo qual marcou 24 gols em 36 jogos, e então foi vendido ao Barcelona com status de futuro jogador de seleção brasileira. No clube catalão, porém, nunca teve chance de jogar.

Ele foi emprestado a Benfica e Fiorentina, mas nunca com sequência em campo. Voltou ao Brasil para defender o Santos e foi campeão paulista e da Libertadores com Neymar e cia. Depois passou por Cruzeiro, retornou ao Coritiba, cada vez com menos destaque, até fazer uma boa Série B pelo Londrina em 2016. Keirrison mudou de clube outras três vezes até voltar ao mesmo Londrina e jogar a mesma Série B, agora em 2018 — foram seus últimos jogos oficiais.

A carreira do atacante foi marcada não apenas por expectativas não cumpridas, mas também por lesões sérias e um drama pessoal. Entre 2011 e 2012, ele teve duas contusões seguidas no joelho e ficou sem jogar por 21 meses, pensando inclusive em encerrar a carreira. Em 2015 o baque foi ainda maior: ele e a esposa perderam o pequeno Henri Lucca, de dois anos, que morreu repentinamente vítima de uma virose.

Keirrison não marca um gol há quase dois anos. O último foi em fevereiro de 2018, pelo Londrina, no empate por 1 a 1 contra o Cianorte no Campeonato Paranaense daquele ano. Desde então ele procura um clube. Chegou a negociar com o CSA para jogar o Brasileirão passado, mas as conversas não avançaram porque o prazo para o jogador retomar as condições de jogo foi considerado longo demais pelo clube.

Futebol