PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Ceará supera Bahia, vence segunda seguida e sobe na tabela do Brasileirão

Do UOL, em São Paulo

05/12/2020 21h00

Classificação e Jogos

O Ceará derrotou o Bahia por 2 a 0 na noite de hoje (5) em jogo válido pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro. O duelo aconteceu na Arena Fonte Nova, em Salvador, e teve gols de Vina e Saulo Mineiro.

Com o resultado, o Tricolor de Aço não soma nenhum ponto e permanece na 13ª colocação. Já o Vozão chegou aos 32 pontos e subiu para a nona posição da tabela.

Na próxima rodada, o time baiano viaja a São Paulo para enfrentar o Palmeiras. O jogo acontece às 19h de sábado (12), no Allianz Parque. A equipe do Ceará, por sua vez, recebe o Athletico-PR no Castelão, também no sábado, às 21h.

Quem foi bem: Vina

Autor do primeiro gol da partida, o meio-campista do Vozão foi quem conduziu a equipe ao campo de ataque, se aproveitando dos erros na saída de bola do Bahia. Antes de marcar, Vina ofereceu perigo aos donos da casa. Depois, foi substituído logo após abrir o placar.

Quem foi mal: Edson

Edson vacilou duas vezes no primeiro tempo. O volante do Bahia cometeu faltas desnecessárias, sendo que a segunda lhe rendeu um cartão amarelo. No intervalo, Mano Menezes decidiu substituir o atleta por Elias, que também levou um cartão amarelo logo no início do segundo tempo.

Bahia sofre sem criatividade

No primeiro tempo, o Bahia teve mais posse de bola e finalizações, mas levou pouco perigo ao rival. A melhor chance da equipe foi com um chute de Rodriguinho em que o goleiro Richard falhou, mas Tiago Pagnussat acabou salvando o Ceará.

O Tricolor de Aço voltou pior para a segunda metade do jogo, forçando Mano Menezes a colocar em campo seus jogadores titulares, que estavam sendo poupados. O time perdeu mais ainda a criatividade após a substituição de Rodriguinho, que estava bem.

Ceará aposta no contra-ataque

O Vozão começou o jogo tentando pressionar a saída de bola de seu oponente, mas não conseguiu evitar a maior posse de bola do Bahia. No primeiro tempo, foram poucas as chances que apresentaram perigo para os donos da casa.

Na volta do intervalo, o Ceará optou por ficar quase inteiro no campo de defesa, dificultando a movimentação do rival e assegurando o empate. Com a entrada de Pedro Naressi, Vina conseguiu levar o time para mais perto do gol nos lances de contra-ataque, até marcar aos 37 do segundo tempo. Nos acréscimos, a vitória foi cravada com mais um gol do Vozão.

Jogo truncado

Com um estilo de jogo parecido, Bahia e Ceará fizeram um primeiro tempo de poucas oportunidades. Em partida truncada e quase sem inspiração, as oportunidades do Vozão surgiram de erros na saída de bola do Tricolor de Aço, que segurou a posse de bola, mas não apresentou muito perigo para o visitante.

No segundo tempo, o time de Mano Menezes diminuiu ainda mais o rendimento ao encontrar dificuldade para criar as jogadas e chegar ao gol, tendo que enfrentar o Vozão quase inteiro no campo de defesa.

Recuado, o Vozão apostou no contra-ataque com Vina, que se aproveitou de uma falha no passe de Nino Paraíba e marcou o primeiro gol. Saulo Mineiro cravou a vitória com o segundo gol, aos 49 do segundo tempo.

VAR em ação

O Bahia chegou a abrir o placar contra o Ceará aos 26 minutos do primeiro tempo, mas em lance duvidoso. O VAR entrou em ação e anulou o gol marcado por Rodriguinho. O goleiro Richard havia segurado a bola em cima da linha, portanto, pelas imagens, ela não chegou a cruzar a linha.

FICHA TÉCNICA
BAHIA 0 X 2 CEARÁ

Data: Sábado, 5 de dezembro de 2020
Horário: 19h
Local: Arena Fonte Nova, em Salvador-BA
Árbitro: Jean Pierre Goncalves Lima (RS)
Assistentes: Leirson Peng Martins e Lucio Beiersdorf Flor (RS)
VAR: Wagner Reway (PB)
Cartões amarelos: Edson, Elias e Mano Menezes (Bahia); Vina e Tiago (Ceará)
Gols: Vina, aos 37 do segundo tempo, e Saulo Mineiro, aos 49 do segundo tempo

BAHIA
Douglas (Anderson); Matheus Bahia, Juninho, Ernando e Nino Paraíba; Gregore, Rodriguinho (Daniel) e Edson (Elias); Alesson, Fessin (Rossi) e Gabriel Novaes (Gilberto). Técnico: Mano Menezes.

CEARÁ
Richard; Samuel Xavier, Tiago Pagnussat, Luiz Otávio e Bruno Pacheco; Fabinho (Pedro Naressi), Lima (Wescley), Vina (Kelvyn), Fernando Sobral e Léo Chú (Saulo Mineiro); Cléber (Leandro Carvalho). Técnico: Guto Ferreira.

Futebol