PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Santos vence o Sport com bela atuação de Marinho e gol da "10 de Maradona"

Do UOL, em São Paulo

28/11/2020 18h56

Classificação e Jogos

O Santos venceu o Sport na tarde de hoje (28) por 4 a 2, na Vila Belmiro, pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro. Após abrir uma vantagem de dois gols antes dos dez minutos do primeiro tempo, com gols de Marinho e Lucas Braga, o Peixe cedeu o empate ao Sport ainda na primeira etapa, mas reagiu após o intervalo e conquistou a vitória com uma boa margem.

O grande destaque do jogo foi o atacante Marinho, autor do primeiro gol, de pênalti, e de uma bela assistência para o terceiro, de Bruno Marques. Mas a imagem mais icônica aconteceu no quatro gol santista: do venezuelano Soteldo, de pênalti. Ele entrou em campo com a camisa 10, eternizada por Pelé, com o nome de Maradona às costas, em homenagem ao craque argentino, que morreu nesta semana.

Com o triunfo, o Peixe sobre para a 6ª colocação do Brasileirão, com 37 pontos em 23 partidas. O Leão da Ilha, por sua vez, se encontra na 16ª posição, apenas uma acima da zona de rebaixamento, após também ter disputado 23 jogos. O Santos volta a campo na terça, às 19h15 (de Brasília), quando recebe a LDU, na Vila Belmiro, pela partida de volta das quartas de final da Libertadores. Já o Sport joga somente no sábado (6), quando enfrenta o São Paulo, às 20h30 (de Brasília), no Morumbi.

O melhor: Marinho

Apesar da boa partida feita por Leandro Barcia, do Sport, Marinho foi o cara do Peixe. Autor de seu 13º gol no Brasileirão logo nos primeiros minutos de jogo, o atacante santista foi decisivo como poucos são capazes de ser, dando a assistência para o gol de Bruno Marques e sofrendo o pênalti que resultou no quarto gol da equipe da casa.

Quem foi mal: Júnior Tavares

O lateral não esteve em seus melhores dias na Vila Belmiro. Além de ter sido pouco efetivo no apoio ao ataque, Júnior Tavares cometeu muitas faltas, sendo que uma delas foi o pênalti que praticamente decretou o triunfo santista.

Antes motivo de dor de cabeça de Cuca, VAR 'ajuda' o Santos

Uma cena se tornou comum no início da atual passagem de Cuca pelo Santos: a incredulidade do técnico com as constantes revisões do VAR que, coincidentemente, se acumulavam contra o Santos. Hoje, porém, o treinador foi recompensado pelo sistema comando por Braulio da Silva Machado: os dois primeiros gols do Peixe não seriam confirmados pela arbitragem de campo. No primeiro, o pênalti só foi marcado porque o VAR pediu ao árbitro Wilton Pereira Sampaio revisasse uma bola na mão. O segundo, de Lucas Braga, foi anulado em campo e só confirmado após revisão da cabine.

Brilha a estrela do estreante Bruno Marques

Somente cinco minutos após entrar em campo, Bruno Marques se posicionou muito bem e apareceu na área para, no alto de seus 1,94m de altura, aproveitar o cruzamento certeiro feito por Marinho e marcar de cabeça para o Peixe. Foi o gol do 3 a 2, que colocou o Peixe à frente do placar e garantiu a vitória.

Cronologia do jogo

Nem os torcedores mais otimistas poderiam prever um início de partida tão promissor para o Santos. Após Marinho bater forte uma falta cruzada para dentro da área, o árbitro foi chamado pelo VAR para revisar o lance e assinalou pênalti para o Peixe, ainda aos cinco minutos do primeiro tempo. O próprio Marinho bateu e converteu, marcando seu 13º gol no Brasileirão

Cinco minutos depois, Pituca lançou a bola em direção a área, Lucas Veríssimo desviou com o bico de chuteira para Lucas Braga ampliar o marcador. Wilton Pereira Sampaio prontamente anulou o tento, marcando impedimento, mas foi novamente corrigido pelo assistente de vídeo. Peixe 2 a 0.

Aos 27 minutos, porém, Marquinhos pôs fim ao cenário perfeito santista ao aproveitar a assistência do lateral direito Patric, que antes recebeu a bola de uma cobrança de lateral, entrou em velocidade na área do Santos e driblou dois marcadores. Um belo lance.

No último minuto regulamentar do primeiro tempo, com o Sport melhor na partida, Leandro Barcia recebeu o cruzamento de Lucas Mugni pela esquerda o cabeceou no contrapé do goleiro John.

Aos 25 minutos da etapa final, o atacante Bruno Marques, recém-promovido à equipe profissional do Santos, marca de cabeça após belo cruzamento de Marinho.

Júnior Tavares cometeu pênalti em Marinho aos 36 minutos do segundo tempo. O atacante, que costuma ser o batedor santista, cedeu a bola para Soteldo, que converteu no canto direito do goleiro Luan Polli.

Atuação do Santos: Peixe 'desliga' após abrir vantagem, mas se recupera

Como já havia feito contra a LDU, o Santos entrou em campo ligado e abriu dois gols de vantagem já aos dez minutos de partida. A máxima de que 2 a 0 é um placar perigoso se fez presente e, após um relaxamento exagerado dos jogadores santistas, o Sport construiu o empate antes do fim do intervalo.

Na etapa final, o Peixe voltou a tomar as rédeas do jogo, ainda que de maneira muito menos intensa que na primeira etapa. Ainda assim, muito por suas qualidades individuais, o Peixe voltou a se colocar à frente no placar sem maiores dificuldades.

Atuação do Sport: Reação inesperada e derrocada final

Jejum de três jogos sem marcar um gol, jogo fora de casa, adversário abrindo dois gols de vantagem em dez minutos... O início de jogo na Vila Belmiro trouxe uma "tempestade perfeita" ao Sport, mas isso parece ter feito bem ao time comandado interinamente por César Lucena. Mais solto, o Leão cresceu muito na partida e foi ao intervalo com uma merecida igualdade no marcador.

Entretanto, o panorama do jogo voltou a ficar desfavorável na segunda etapa, quando o Sport voltou a sofrer dois gols, ainda que sem ser exposto ao mesmo ímpeto dos primeiros 45 minutos. A capacidade de reação não voltou a ser a mesma e o Leão acabou derrotado.

Soteldo com a "10 de Maradona" no Santos - Fernanda Luz/AGIF - Fernanda Luz/AGIF
Imagem: Fernanda Luz/AGIF

Homenagem a Maradona

O venezuelano Yeferson Soteldo entrou em campo no segundo tempo vestindo a camisa 10 do Santos com a inscrição "Maradona", em homenagem ao ex-jogador que morreu na última quarta-feira (25) após sofrer uma parada cardiorrespiratória. Foi com ela que o meia-atacante anotou o gol que pôs números finais ao placar.

FICHA TÉCNICA:

SANTOS 4 x 2 SPORT

Competição: Campeonato Brasileiro, 23ª rodada
Data: 28/11/2020 (sábado)
Horário: 17h (de Brasília)
Local: Vila Belmiro, em Santos-SP
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO)
Assistentes: Cristhian Passos Sorence e Bruno Raphael Pires (GO)
VAR: Braulio da Silva Machado (SC)
Cartões Amarelos: Jobson, Lucas Lourenço, Lucas Veríssimo (Santos); Adryelson, Lucas Mugni, Marquinhos (Sport)
Suspensos da próxima partida: Jobson (Santos); Adryelson e Marquinhos (Sport)

Gols: Marinho, aos seis minutos do 1º tempo, Lucas Braga, aos 10 minutos do 1º tempo (Santos), Bruno Marques, aos 25 minutos do segundo tempo, e Soteldo, aos 36 minutos do 2º tempo; Marquinhos, aos 27 minutos do 1º tempo, e Barcia, aos 45 minutos do 1º tempo (Sport).

SANTOS: John; Pará, Lucas Veríssimo, Luiz Felipe e Felipe Jonatan (Wagner Leonardo); Jobson (Sandry), Pituca e Lucas Lourenço (Soteldo); Lucas Braga (Madson), Kaio Jorge (Bruno Marques) e Marinho. Técnico: Cuca.

SPORT: Luan Polli; Patric, Maidana, Adryelson (Jonatan Gómez), Chico e Júnior Tavares; Ricardinho, Marcio Araújo (Ronaldo Henrique) e Lucas Mugni (Mikael); Barcia e Marquinhos (Maxwell). Técnico interino: César Lucena.

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do informado, Soteldo é venezuelano e, não, equatoriano. O erro foi corrigido.

Futebol