PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Peritos investigam se houve negligência médica na morte de Maradona, diz TV

Diego Maradona, técnico do Gimnasia y Esgrima La Plata - Marcos Brindicci/Getty Images
Diego Maradona, técnico do Gimnasia y Esgrima La Plata Imagem: Marcos Brindicci/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

26/11/2020 11h21Atualizada em 26/11/2020 11h41

Peritos vão investigar se houve negligência médica na morte de Diego Maradona após o advogado Matías Morla fazer fortes acusações contra os enfermeiros, segundo a emissora argentina c5n. Morla chamou o atendimento que Maradona recebeu de "idiotice criminal" e disse que a ambulância demorou muito para chegar a casa do ex-jogador.

Fiscais da prefeitura já recolheram os remédios que estavam na casa de Maradona e os enfermeiros que cuidaram dele na ocasião serão chamados para depor, segundo o canal.

No comunicado feito no Instagram, Morla lamentou inicialmente a perda do cliente e amigo, citando a lealdade até os últimos dias de vida de Maradona.

Depois da homenagem, o advogado disparou contra o atendimento médico realizado ao argentino, revelando que as ambulâncias demoraram "mais de meia hora" para chegar à residência onde ele estava.

Ele também pediu que o fato seja investigado "até o fim" e lembrou um pedido de Maradona: "Você é meu soldado, atue sem piedade."

"Quanto ao relatório da Promotoria de San Isidro, é inexplicável que durante 12 horas meu amigo não tivesse atenção nem controle por parte do pessoal de saúde dedicado a esses fins. A ambulância demorou mais de meia hora para chegar, o que foi uma idiotice criminal", escreveu ele.

"Este fato não deve ser esquecido e peço que as consequências sejam investigadas até o fim. Como Diego me disse: você é meu soldado, atue sem piedade", continuou.

Futebol