PUBLICIDADE
Topo

Santos

Marinho pede pé no chão após vitória do Santos e diz que já joga em seleção

Marinho comemora seu gol na vitória do Santos contra a LDU na Libertadores - Staff Images/CONMEBOL
Marinho comemora seu gol na vitória do Santos contra a LDU na Libertadores Imagem: Staff Images/CONMEBOL

Eder Traskini

Colaboração para o UOL, em Santos

24/11/2020 22h32

O atacante Marinho pediu para o Santos manter os "pés no chão" após a vitória de hoje (24) por 2 a 1 sobre a LDU, na altitude de Quito (EQU), pelo jogo de ida das oitavas de final da Libertadores.

O Peixe pode perder até por 1 a 0 no duelo de volta, na próxima terça-feira, na Vila Belmiro, que mesmo assim estará classificado pelo critério do gol qualificado fora de casa.

"Independentemente da altitude, Marcelo Fernandes falou para tentarmos vencer. LDU é equipe forte aqui, mas nós sabemos do nosso potencial. Foi grande jogo. Tivemos a felicidade de vencer. E vamos manter os pés no chão, trabalhando forte porque no Brasil também vai ser difícil. Cabecinha no lugar e pezinho no chão", disse o jogador em entrevista coletiva virtual.

Marinho marcou o gol da vitória santista cobrando pênalti que ele mesmo sofreu em jogada individual. No radar do técnico Tite, da seleção brasileira, o camisa 11 falou que já joga em uma seleção.

"Eu já jogo numa seleção, que é o Santos. De Pelé, Neymar. Eu fico muito feliz de poder desempenhar um grande trabalho. Todo jogador almeja Seleção. Agora é descansar, manter o foco, que temos um grande jogo depois na volta. Futebol é trabalho, e vamos continuar trabalhando", disse.

O Peixe volta a campo neste sábado, às 17h, para enfrentar o Sport, na Vila Belmiro, pela 23ª rodada do Brasileirão.

Santos