PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Pelé autografa camisa histórica do Santos para presidente Bolsonaro

Ex-jogador apareceu sorridente com uma assinatura ao presidente, que publicou a foto e se mostrou agradecido pelo ato - Reprodução/Facebook
Ex-jogador apareceu sorridente com uma assinatura ao presidente, que publicou a foto e se mostrou agradecido pelo ato Imagem: Reprodução/Facebook

Do UOL, em São Paulo

20/11/2020 07h58

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) usou as suas redes sociais na manhã de hoje, Dia da Consciência Negra, para compartilhar uma imagem de Pelé com uma camisa autografada do Santos.

O UOL Esporte apurou que a camisa foi autografada nos últimos dias a pedido de Milton Ribeiro, Ministro da Educação, como presente ao presidente da república.

O "Rei do Futebol", que completou 80 anos no mês passado, escreveu no uniforme uma sinalização de que enviaria o histórico item ao político: "Ao Pres. Bolsonaro, com abraço, Edson Pelé".

"Obrigado Pelé. Bom dia a todos", publicou o presidente nas redes sociais.

A foto foi publicada neste dia 20, quando é comemorado o Dia da Consciência Negra. Muitos internautas interpretaram a postagem como uma provação do presidente em relação à data.

Bolsonaro é frequentemente criticado por declarações consideradas racistas. Em 2017, ele foi até condenado a por comentários racistas feitos em palestra no Clube Hebraica, no Rio de Janeiro. "Fui num quilombola [sic] em Eldorado Paulista. O afrodescendente mais leve lá pesava sete arrobas. Não fazem nada! Acho que nem para procriadores servem mais", disse então candidato à Presidência.

O presidente também é crítico de políticas de ações afirmativas. "Quem usa cota, no meu entender, está assinando embaixo que é incompetente. Eu não entraria num avião pilotado por um cotista. Nem aceitaria ser operado por um médico cotista". E voltou a falar sobre o tema em 2018: "Isso não pode continuar existindo. Tudo é coitadismo. Coitado do negro, coitado da mulher, coitado do gay, coitado do nordestino, coitado do piauiense. Vamos acabar com isso",

Por outro lado, Pelé, que declarou em 2014 ter sido vítima de diversas situações de racismo ao longo da carreira, é frequentemente cobrado por seu silêncio ao tema e a questões políticas.

Futebol