PUBLICIDADE
Topo

Cruzeiro

Após "refresco no calendário", Cruzeiro se prepara para maratona de jogos

O meia Giovanni Piccolomo aguarda uma chance para estrear pelo Cruzeiro  - Bruno Haddad/Cruzeiro
O meia Giovanni Piccolomo aguarda uma chance para estrear pelo Cruzeiro Imagem: Bruno Haddad/Cruzeiro

Guilherme Piu

Do UOL, em Belo Horizonte

16/11/2020 04h00

Classificação e Jogos

Depois de empatar por 3 a 3 com o Guarani na última rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, o Cruzeiro teve uma semana mais tranquila, com folgas para os atletas e treinos na Toca II em apenas três dias. Agora a situação muda e a Raposa terá intensa maratona em seu calendário.

A partir de hoje (16), o time celeste abre os preparativos para o confronto com o Figueirense, marcado para a próxima sexta-feira, às 21h30, no Mineirão, pela 22ª rodada da Segunda Divisão. E essa é apenas a primeira de outras seis partidas que acontecerão em menos de um mês.

O calendário celeste nas próximas semanas reserva, praticamente, um jogo a cada três dias. Do duelo com o Figueirense em diante, do meio de novembro até quase o fim da primeira quinzena de dezembro, serão seis jogos num intervalo de 20 dias.

A sequência de confrontos fará a delegação estrelada atravessar o Brasil, já que enfrentará equipes do Sul, Nordeste e do Sudeste.

Serão três jogos no Mineirão [Figueirense, Confiança e Brasil de Pelotas] e quatro como visitante [Chapecoense, América-MG, CRB e Vitória]. O ponto positivo em relação aos jogos fora de casa fica por conta do clássico com o Coelho, já que o confronto acontecerá no estádio Independência, em Belo Horizonte, o que diminui um deslocamento com viagem.

"Precisamos nos preparar bem, aproveitar esse tempo que temos para treinar, nos preparar, porque daqui para frente será jogo em cima de jogo. Temos que nos preparar bem, porque teremos uma sequência de sete jogos, muitas viagens longas, então todo mundo tem que estar junto, preparado para fazer grandes jogos", comentou o zagueiro Manoel.

Oportunidade

Alguns jogadores vão aproveitar esses dias sem jogos para mostrar serviço. Caso do meia Giovanni Piccolomo, que chegou do Coritiba, e aguarda uma chance com Felipão.

Além de Giovanni, atletas que estão no departamento médico ganharam também um tempo maior para se recuperar. Casos do lateral esquerdo Matheus Pereira e do meia-atacante Arthur Caíke, ambos titulares desde a chegada de Scolari, e que estão em tratamento no departamento médico.

Cruzeiro