PUBLICIDADE
Topo

Cruzeiro

Cruzeiro tenta bloqueio de automóveis ligados a familiares de ex-cartolas

Wagner Pires e Itair Machado foram denunciados ao Ministério Público mineiro por crimes durante gestão no Cruzeiro - Vinnicius Silva/Cruzeiro
Wagner Pires e Itair Machado foram denunciados ao Ministério Público mineiro por crimes durante gestão no Cruzeiro Imagem: Vinnicius Silva/Cruzeiro

Guilherme Piu e Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte e São Paulo

20/10/2020 16h10

Classificação e Jogos

A atual diretoria do Cruzeiro segue incansável na tentativa de efetuar bloqueios nas contas do ex-presidente Wagner Pires de Sá e do ex-vice de futebol Itair Machado, investigados por gestão fraudulenta no clube entre 2018 e 2019. Agora, os advogados da Raposa tentam lançar impedimento em seis veículos registrados em nome de pessoas ligadas aos ex-cartolas.

O UOL Esporte teve acesso ao pedido que o Cruzeiro fez e que corre na 11ª Vara Cível de Belo Horizonte.

Em petição datada de 19 de outubro e assinada pelo superintendente jurídico Flávio Boson, o clube pede que se tornem indisponíveis por meio de bloqueio no Departamento de Trânsito de Minas Gerais (DETRAN MG) os seguintes veículos: BMW X1, moto BMW R 1200 GS 2016, Audi A4, Nissan Kicks BL CVT, Ford Fusion e um Fiat Uno.

"Embora a declaração de imposto de renda do Réu Wagner indique ser ele proprietário de vários veículos, a pesquisa RENAJUD retornou negativa, o que indica poderia ter ele repassado a terceiros seus bens, talvez para evitar a efetivação dos bloqueios deferidos", diz parte do pedido dos advogados celestes.

A exceção da BMW modelo X1, esse registrado em nome da esposa de Itair Machado, todos os outros carros e a moto já estiveram citados em outra polêmica.

Em 4 de janeiro de 2018, apenas três dias após o então presidente Wagner ter tomado posse na presidência, seu filho enviou à secretaria do clube um e-mail com a determinação do pagamento de IPVA, licenciamento e seguro DPVAT de oito veículos, dentre esses todos os modelos citados recentemente pelo Cruzeiro.

Registro dos veículos

Todos esses veículos estavam em nome de uma mulher chamada Giselda, mãe do filho de Wagner, e até naquela ocasião, em 2018, legalmente esposa do ex-cartola.

O Ford Fusion é um veículo do ano 2015, assim como a moto BMW/R1200 GS; o Fiat Uno Evolution 1.4, de fabricação em 2014; o Nissan Kicks SL CVT, ano 2016, e o Audi A4 1.8T, ano 2002.

BMW levou pedrada

O Cruzeiro tenta bloquear também a BMW X1 que nos últimos dias virou motivo de polêmica também. É que um vídeo divulgado nas redes sociais mostra o ex-vice-presidente de futebol Itair Machado dentro do referido carro, quando um homem se aproxima e começa a acertar pedradas no capô do carro.

O episódio foi filmado e revelou a placa do veículo, em nome de Marina Visacro, esposa do ex-dirigente. O Cruzeiro quer o bloqueio desses veículos pelas diversas tentativas, até então frustradas, de bloquear bens dos ex-dirigentes.

O UOL tentou contato com Wagner Pires de Sá e Itair Machado, mas os ex-dirigentes não foram encontrados para comentar mais essa ação na Justiça.

Cruzeiro