PUBLICIDADE
Topo

Brasileirão - 2020

São Paulo fica no 0 a 0 no Morumbi e mantém tabu contra o Grêmio

Do UOL, em São Paulo

17/10/2020 22h58

Classificação e Jogos

São Paulo e Grêmio ficaram no 0 a 0 na noite de hoje (17) no Estádio do Morumbi, em partida válida pela 17ª rodada do Brasileirão. O resultado freou a sequência de vitórias que o São Paulo encaminhava — venceu os dois últimos jogos — e também deu continuidade a um tabu de (agora) nove jogos sem vencer o Grêmio. Desde setembro de 2015 foram nove confrontos entre os dois tricolores, sendo quatro vitórias gremistas e cinco empates.

O resultado não tirará o São Paulo do G4. Mais cedo, o Fluminense empatou em casa com o Ceará e estacionou nos 26 pontos. O Tricolor paulista, quarto colocado, soma 27 pontos, empatado com o Santos. Já o Grêmio subiu uma posição na tabela. Agora é o 10º com 21 pontos.

O próximo compromisso de ambos os times será pela Copa Libertadores. Já eliminado na competição, o São Paulo enfrentará o Binacional na terça-feira (20) para tentar ficar na terceira colocação no grupo D e assegurar uma vaga na Copa Sul-Americana. Na quinta (22), o Grêmio receberá o América de Cali para tentar manter a liderança do grupo E.

Reinaldo: incansável

O lateral esquerdo do São Paulo foi o jogador que mais criou chances no jogo. Bem no começo do jogo, ele deixou Orejuela no chão após um drible. Conseguiu pelo menos quatro cruzamentos que não foram bem aproveitados pelos atacantes.

Daniel Alves: voltou à lateral, mas sem o mesmo brilho

Substituindo Igor Vinicius, Daniel Alves voltou para a lateral direita pela primeira vez em 2020. Na posição em que se consagrou na Europa e pela Seleção Brasileira, o camisa 10 não ofereceu perigo, recebeu cartão amarelo pela falta em Luiz Fernando e isolou uma cobrança de falta na entrada da área já próximo do fim do jogo.

Primeiro tempo equilibrado

O São Paulo começou melhor o jogo, exercendo muita pressão em cima dos gremistas. Aos 15 minutos, o time de Fernando Diniz já contava com 85% de posse de bola. Aos poucos, o Grêmio começou a crescer e a deixar o jogo mais equilibrado, porém nenhum dos dois times foram para o intervalo com chance real de gol.

Segundo tempo travado

O nível técnico caiu bastante na segunda etapa da partida, com os dois times disputando a bola com intensidade no meio campo, mas chegando poucas vezes ao ataque. Fernando Diniz colocou mais homens de frente para tentar abrir o placar, mas, na melhor oportunidade que teve, Daniel Alves isolou a cobrança de falta na entrada da área.

Grêmio reclama do VAR (e comentarista da Globo concorda)

Na saída de campo, o atacante Pepê reclamou da arbitragem. Segundo ele, pelo terceiro jogo seguido os árbitros de campo não foram à lateral para checar lances polêmicos contra o Grêmio. Comentarista de arbitragem da Globo, o ex-juiz Sandro Meira Ricci disse que aconteceram erros contra os gaúchos.

O primeiro lance foi no primeiro tempo. Aos cinco minutos, Pepê arrancou e caiu dentro da área após contato de Reinaldo. Ricci disse que a falta foi fora da área, mas como se tratava de uma chance clara de gol, o lateral esquerdo do São Paulo deveria ter sido expulso. O árbitro Rafael Traci não marcou. No segundo tempo, Geromel caiu na área após cobrança de falta e reclamou de pênalti de Reinaldo — novamente envolvido no lance. Ricci viu empurrão sobre Geromel.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 0 X 0 GRÊMIO

Competição: Campeonato Brasileiro (17ª rodada)
Data: 17/10/2020, sábado
Hora: 21h (de Brasília)
Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo/SP
Árbitro: Rafael Traci (SC)
Assistentes: Henrique Neu Ribeiro e Helton Nunes (ambos de SC)
VAR: Elmo Alves Resende Cunha (GO)

Cartões amarelos: Igor Gomes, Daniel Alves, Luan e Vitor Bueno (São Paulo); Geromel e Kanneman (Grêmio)

São Paulo: Tiago Volpi; Daniel Alves, Diego Costa, Bruno Alves e Reinaldo; Luan, Tchê Tchê e Gabriel Sara (Toró); Igor Gomes (Vitor Bueno), Brenner (Paulinho Boia) e Luciano (Trellez). Técnico: Fernando Diniz

Grêmio: Vanderlei; Orejuela, Pedro Geromel, Kannemann e Bruno Cortez; Matheus Henrique, Maicon (Jean Pyerre) e Alisson (Thaciano); Isaque (Lucas Silva), Luiz Fernando (Ferreira) e Pepê. Técnico: Renato Gaúcho.