PUBLICIDADE
Topo

Palmeiras

Gallardo? Dorival? Blogueiros traçam perfil para novo técnico do Palmeiras

Do UOL, em Santos (SP)

15/10/2020 12h47

Resumo da notícia

  • Colunistas do UOL Esporte analisam qual perfil de técnico Palmeiras deve ir atrás
  • Renato: "Ideal seria um técnico estrangeiro, antenado com o que há de moderno"
  • "Gostaria de ver Marcelo Gallardo no Palmeiras", cita o jornalista Perrone
  • Marcel Rizzo: "Precisa de um técnico com novo conceito de futebol"
  • "Um que goste de futebol mais que do emprego", diz Juca Kfouri

Sem Vanderlei Luxemburgo, demitido ontem (14) após a derrota por 3 a 1 para o Coritiba, no Allianz Parque, pelo Campeonato Brasileiro, o Palmeiras já corre atrás de um novo nome para comandar o time alviverde.

E agora? Qual o perfil de técnico que a diretoria alviverde deve ir atrás? Existe algum nome que se encaixaria nesse perfil? Fizemos essas perguntas aos colunistas do UOL Esporte. Confira as respostas:

Luxemburgo à beira do campo durante o jogo Palmeiras x Coritiba, no Allianz Parque - Marcello Zambrana/AGIF - Marcello Zambrana/AGIF
Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

ANDRÉ ROCHA

O Palmeiras precisa tirar os olhos do retrovisor, ainda que as tentativas com treinadores mais jovens, como Eduardo Baptista e Roger Machado, tenham sido traumáticas.

Mapear o mercado sul-americano, indo além do "clichê" Miguel Angel Ramirez já será um bom início.

Leia o blog do André Rocha.

ANDREI KAMPFF

Palmeiras precisa de algo que não tem tido: convicção. Entender, estudar e discutir o que se quer e apostar na escolha. Para mim, Miguel Angel Ramírez é um belo nome. Comentei alguns jogos do Del Valle, inclusive contra Corinthians e título da Sul-Americana. Entende muito do jogo, mas não é mágico. Técnico preciso de sempre de tempo, estrangeiro ainda mais.

Leia o blog Lei em Campo.

DANILO LAVIERI

Palmeiras deveria tentar o nome de Miguel Angel Ramirez. Experiente em base por ter começado a sua carreira trabalhando com jovens, ele ainda impõe um excelente estilo de jogo e merece uma oportunidade.

Leia o blog do Danilo Lavieri.

JUCA KFOURI

Um que goste de futebol mais que do emprego e seja capaz de fazer jogar um elenco qualificado, embora acomodado por ser mimado. No Brasil, agora, não há disponível.

Leia o blog do Juca.

MARCEL RIZZO

Não adianta o Palmeiras definir um perfil se na hora de contratar desvia por quilômetros desse perfil. Ao demitir Mano Menezes, Galiotte previu um técnico com novas ideias, mas foi atrás de Luxemburgo que era novidade em 1993. O Palmeiras precisa de um técnico com novo conceito de futebol e não precisa necessariamente ser um estrangeiro. O melhor no Brasil hoje é Rogério Ceni, mas tem dois problemas: ele está empregado e dificilmente mudaria agora, escorado no que o Cruzeiro fez com ele, e há a identificação com o São Paulo que hoje acho que ainda o bloqueia em clubes como Palmeiras e Corinthians.

Leia o blog do Marcel Rizzo.

MENON

Para o momento, um treinador com especialização em mata-mata. O Brasileiro já era. Mas isso é uma especificação muito grande. Precisa de um treinador que defina um estilo de jogo e o coloque em prática. Pelo bom elenco que tem, o melhor é um time impositivo.

Leia o blog do Menon.

MILTON NEVES

Difícil encontrar no Brasil um perfil diferente daquele que o Palmeiras apostou nesses últimos anos. Para mudar de vez, teria que realmente ir atrás de Marcelo Gallardo, do River. Mas é importante não criar muita expectativa, pois o elenco é o pior desde que a Crefisa desembarcou no Palestra Itália.

Leia o blog do Milton Neves.

PERRONE

O mais importante para o Palmeiras é ter um técnico com capacidade e respaldo para apontar quais jogadores ainda têm algo para entregar ao clube e quem está com prazo de validade vencido. Sem isso, o alviverde vai continuar moendo treinadores. Em relação ao estilo de jogo não há segredo. É preciso de alguém que coloque o time para jogar ofensivamente, mas com uma defesa protegida e organizada. Gostaria de ver Marcelo Gallardo no Palmeiras ou em outro grande clube brasileiro. Mas é um treinador caro. Não seria fácil convencê-lo a deixar o River Plate agora.

Leia o blog do Perrone.

RENATO MAURÍCIO PRADO

O ideal seria um técnico estrangeiro, antenado com o que há de moderno no futebol mundial. Mas começar uma "revolução", em meio a uma temporada insana como a atual, com uma Libertadores em andamento etc, pode ser muito problemático. Por isso, para o momento, uma bola de segurança, como por exemplo, Dorival Júnior, que conhece bem o Palmeiras e os jogadores, pode ser uma boa solução paliativa. No ano que vem, sim, um estrangeiro.

Leia o blog do Renato Maurício Prado.

RODOLFO RODRIGUES

Miguel Ramírez, do Independiente del Valle, é um ótimo nome. Jovem, com estilo ofensivo, vitorioso. Marcelo Gallardo, do River Plate, seria outra excelente opção, mas dificilmente deixará o River Plate até o fim da Libertadores. Entre os brasileiros, Renato Gaúcho seria a escolha perfeita.

Leia o blog do Rodolfo Rodrigues.

Errata: o texto foi atualizado
Diferente do que foi informado, o técnico espanhol que o Palmeiras está de olho se chama Miguel Ángel Ramírez, e não Miguel Ángel Rodríguez. O erro foi corrigido.

Palmeiras