PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Inter leva susto, mas marca nos acréscimos e vence o América de Cali

Abel Hernández comemora gol do Internacional sobre o América de Cali (COL) em jogo da Libertadores - Divulgação/SC Internacional
Abel Hernández comemora gol do Internacional sobre o América de Cali (COL) em jogo da Libertadores Imagem: Divulgação/SC Internacional

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

16/09/2020 21h09

O Internacional abriu dois gols de vantagem duas vezes, sofreu empate, mas venceu o América de Cali por 4 a 3, hoje (16), no Beira-Rio, graças a um gol nos acréscimos. Boschilia, duas vezes — o último já após os 45 do segundo tempo — e Hernández, também duas vezes, fizeram os gols do Colorado. Ramos, Vergara e Moreno marcaram para o América de Cali pela terceira rodada do grupo E da Libertadores.

O Inter soma, agora, sete pontos na classificação. Os colombianos têm três.

O Inter encara o Fortaleza no próximo sábado, às 19h (de Brasília), pelo Brasileiro. Na Libertadores, o próximo adversário será o Grêmio, quarta-feira. Já o América de Cali encara o Bucaramanga, domingo, pelo Campeonato Colombiano. Na competição continental o rival será o Universidad Católica, também na quarta.

Foi bem: Uendel participa de lances de gol

Uendel substituiu Moisés no lado esquerdo da defesa do Inter, e foi muito bem. No primeiro lance do jogo, driblou marcador e cruzou para o gol de Abel Hernández. Em seguida, participou do lance do segundo gol com lançamento para Galhardo, que passou por Abel e acabou em gol de Boschilia. Durante toda partida, foi importante no ataque e na defesa.

Foi mal: Zé Gabriel dá espaço atrás

Zé Gabriel falhou duas vezes no gol de Vergara. Errou saída de bola, entregando a posse ao rival, e deu espaço para que o adversário recebesse em profundidade e batesse forte, vencendo Marcelo Lomba.

Abel Hernández assume posto de goleador

Abel Hernández começou a partida pressionado. Depois de perder gols no jogo contra o Goiás, pelo Brasileiro, recaía sobre os ombros dele a necessidade de ocupar o posto aberto pela lesão de Guerrero, autor de três gols nesta Libertadores. Mas bastaram 46 segundos para o uruguaio fazer o primeiro, e em 34 minutos ele já tinha marcado dois gols e dado uma assistência. Acima até do esperado para apenas seu segundo jogo como titular.

O jogo do Inter: Gol relâmpago e oscilação

Bastaram 46 segundos de jogo para o Inter abrir o placar. Ofensivo desde o primeiro instante, o Colorado viu placar aberto logo na abertura da partida. Isso, além de tranquilizar o time que vinha de derrota no Brasileiro, forçou o rival a não utilizar uma postura unicamente defensiva. Os caminhos apareceram, o Colorado insistiu e esteve bem durante muitos momentos. Mas no segundo tempo, deu espaço e perdeu controle do jogo. Acabou sofrendo o empate, mas venceu graças a um gol nos acréscimos.

O jogo do América de Cali: Atrás no início e recuperação

Juan Real prometia atacar, mas não sabia que sua equipe já começaria perdendo. Nem um minutos de bola rolando havia na partida quando o Colorado já saiu na frente. Restou ao América de Cali tentar igualar. Apoiado nas jogadas individuais de Vergara, a equipe ameaçou em alguns momentos. No segundo tempo, empilhou atletas na frente e tanto tentou que conseguiu o empate, mas levou gol nos acréscimos e perdeu.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL 4 X 3 AMÉRICA DE CALI
Data
: 16/09/2020 (Quarta-feira)
Local: estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Árbitro: Facundo Tello
Auxiliares: Gabriel Chade e Facundo Rodríguez
Cartões amarelos: Segovia, Paz, Sierra (AME); Patrick, Moledo (INT)
Gols: Hernández,do Inter, aos 46 segundos de jogo e aos 33 minutos do primeiro tempo; Boschilia, do Inter, aos 16 minutos do primeiro tempo; Vergara, do América de Cali, aos 28 minutos do primeiro tempo; Ramos, do América de Cali, aos 4 minutos do segundo tempo. Santiago Moreno, do América de Cali, aos 32 minutos do segundo tempo; Boschilia, do Inter, aos 45 minutos do segundo tempo;

INTERNACIONAL
Marcelo Lomba; Saravia, Zé Gabriel, Moledo e Uendel; Lindoso (D'Alessandro), Nonato (Johnny), Boschilia (Lucas Ribeiro) e Patrick; Galhardo e Abel Hernández (Leandro Fernández).
Técnico: Eduardo Coudet

AMÉRICA DE CALI
Chaux; Ureña, Torres, Segovia e Velasco; Paz (Jaramillo) , Carrascal e Sierra; Vergara (Arias), Ramos e Pérez (Moreno).
Técnico: Juan Real

Esporte