PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Elias luta contra balança, mas Santos se anima com o seu perfil trabalhador

Elias, ex-volante do Atlético-MG, treina no CT Rei Pelé e assinará contrato de um ano com o Santos - Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG
Elias, ex-volante do Atlético-MG, treina no CT Rei Pelé e assinará contrato de um ano com o Santos Imagem: Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG

Samir Carvalho

Do UOL, em São Paulo (SP)

14/09/2020 04h00

O Santos está animado com o possível novo reforço do time: o volante Elias, ex-Corinthians e Atlético-MG. O volante de 35 anos "luta" contra a balança pois é considerado acima do peso e, inclusive, precisa "perder" um pouco de barriga, segundo profissionais do clube paulista revelaram ao UOL Esporte.

No entanto, não há barriga que desanime o Santos. Elias é considerado um profissional bastante dedicado nos treinamentos - tanto na academia, como no gramado. Ele, inclusive, já treina com bola nos campos do CT Rei Pelé.

Apesar de já aparecer no gramado, Elias treina a maior parte do tempo na academia em busca de sua melhor forma física. Vale ressaltar que o volante não atua desde novembro de 2019, quando jogou pelo Atlético-MG.

O perfil trabalhador do experiente meia e a vontade que ele demonstra em defender a camisa do Santos, empolgam os profissionais do CT e também da diretoria. Até a humildade de Elias é destacada nos bastidores da Vila Belmiro. O volante está focado em uma espécie de retomada de carreira no Peixe.

Elias assinará por 1 ano

O projeto de retomada de carreira fica evidente no acerto de Elias com o Santos. Não é por acaso que o volante fechou um pré-acordo com o clube paulista com um salário "escadinha", segundo dirigentes do clube. Ele aceitou começar com um valor menor do que costumava ganhar em outros clubes, mas terá "gatilhos" no contrato.

Caso ele atinja as metas combinas, o salário vai aumentando durante o contrato. Elias assinará contrato por uma temporada, e só não assinou o contrato oficial pois o clube paulista não pode contratar por conta de imbróglio na Fifa.

O Santos corre para acertar dívida de cerca de 4,5 milhões de euros (R$ 28,2 milhões na cotação atual) com o Hamburgo (ALE), pelo não pagamento pela contratação do zagueiro Cléber Reis, em 2017, e que impede o Alvinegro de registrar novos atletas.

Futebol