PUBLICIDADE
Topo

Jesualdo cita violência da Ponte e reclama de árbitro: "não comandou bem"

Eder Traskini

Colaboração para o UOL, em Santos

30/07/2020 23h57

Classificação e Jogos

O técnico Jesualdo Ferreira não gostou nada da arbitragem da derrota do Santos por 3 a 1 para a Ponte Preta, na noite de hoje (30), na Vila Belmiro, que rendeu a eliminação do Peixe nas quartas de final do Campeonato Paulista.

O português reclamou das faltas sofridas por Marinho no primeiro tempo que não foram marcadas. Irritado, o camisa 11 revidou e acabou expulso ainda na primeira etapa.

"Não era nada disso que eu esperava. Primeiro tempo competitivo, nosso adversário muito agressivo, violento. Arbitragem não comandou bem. Marinho sofreu várias faltas e nada aconteceu. E com 10, no segundo tempo, foi difícil", disse o treinador ao canal SporTV, na saída do gramado da Vila.

O comandante santista, no entanto, lembrou que o Peixe vinha bem na partida e acabou prejudicado, no desempenho em campo, com a expulsão. E não foi a primeira vez: o Santos teve um jogador expulso nos últimos quatro jogos.

"É o quarto jogo que o Santos começa ganhando e depois não ganha, por ficar com 10. O psicológico pesou muito no 2º tempo. Merecíamos ir mais longe. Muitos problemas, como todos sabemos, mas vamos ter de resolver internamente. O que a equipe fez na semana passada, primeiro tempo de hoje... Não há motivo para desistir e achar que tudo está terminado", afirmou Jesualdo.

Com a eliminação, o Santos só volta a campo no dia 9 (domingo), quando estreia no Campeonato Brasileiro diante do Red Bull Bragantino, na Vila Belmiro.

Santos