PUBLICIDADE
Topo

Banco cria disputa para mudar uniformes de Atlético-MG, Corinthians e Vasco

Banco BMG testou o uniforme com a logomarca preta na camiseta do Corinthians - Sarah Tonon/Banco BMG
Banco BMG testou o uniforme com a logomarca preta na camiseta do Corinthians Imagem: Sarah Tonon/Banco BMG

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

23/07/2020 04h00

Patrocinador de Atlético-MG, Corinthians e Vasco, o Banco BMG criou uma campanha para que os clubes tenham o uniforme completamente alvinegro, incluindo a logomarca da empresa (usada na cor laranja), e faturem mais com o acordo.

Os torcedores do trio precisam alcançar a marca de 50 mil contas correntes abertas em 2020 para que os clubes faturem R$ 1 milhão para usarem como quiserem e tenham os uniformes completamente alvinegros. Serão pagos aos clubes R$ 20 por conta aberta. A princípio, o dinheiro só será entregue após a abertura das 50 mil contas. O investimento, contudo, é maior, porque a cada abertura de conta, a instituição financeira repassa R$ 10 ao torcedor. O banco, portanto, gastará R$ 1,5 milhão por clube, se as metas forem atingidas.

A ideia nasceu de um movimento das torcidas dos clubes patrocinados, que pediram o logo na cor preta. Há sites que fazem a contagem pública do número de adesões à instituição financeira por cada clube. Ao todo, o Galo já chegou a 23.800 torcedores no projeto e lidera a disputa. O Corinthians contabiliza 21.586, enquanto o Vasco tem a marca de 18.176.

Marquinhos apresentou uniforme do Atlético-MG com a logomarca do BMG preta - Pedro Souza / Divulgação / Atlético-MG - Pedro Souza / Divulgação / Atlético-MG
Marquinhos apresentou uniforme do Atlético-MG com a logomarca do BMG preta
Imagem: Pedro Souza / Divulgação / Atlético-MG

Os clubes não faturam somente com a abertura de contas. Há ainda dois outros fatores que geram receitas: uma cota fixa paga pelo Banco BMG às equipes (os valores são sigilosos) e a divisão dos lucros anuais do banco, em que 50% do valor é repassado aos patrocinados.

A torcida receberá, além dos R$ 10 na adesão do projeto e do logo preto, um cartão de crédito e debito personalizado e exclusivo de cada clube, que vem com cashback conforme a utilização dele para compras. Os apaixonados terão ainda um aplicativo personalizado com todos os recursos de um banco, mas sem nenhum tipo de tarifa.

Para conseguir a adesão, o Banco BMG conta com a participação de alguns ex-jogadores engajados na campanha. Neto, Marcelinho Carioca e Ronaldo Giovaneli estão divulgando o desafio para a torcida do Corinthians. Já Pierre e Reinaldo chamam a atenção dos atleticanos, enquanto Roberto Dinamite é o grande destaque como o nome do Vasco.

Qual torcida atingirá primeiro a marca das 50 mil contas abertas no BMG e será a primeira a utilizar a logomarca em preto?

Futebol