PUBLICIDADE
Topo

Mauro Cezar: "Futebol brasileiro nos últimos anos até 2019 era mal jogado"

Do UOL, em São Paulo

03/06/2020 04h00

O jornalista Mauro Cezar Pereira era um dos que pediam para que fosse reprisada a semifinal da Copa do Mundo de 2014 entre Brasil e Alemanha, jogo vencido pelos germânicos por 7 a 1 em pleno Mineirão e que teve sua reexibição na noite do último domingo (31) pelo canal pago SporTV.

No podcast Posse de Bola #35, Mauro Cezar diz que assistiu parte da reprise e opina que o jogo não pode ser definido como "um apagão", como definido pelo técnico Luiz Felipe Scolari e alguns jornalistas, mas como algo que já vinha sendo construído pelo nível de futebol apresentado no Brasil na última década, até a chegada dos técnicos estrangeiros Jorge Jesus e Jorge Sampaoli, em 2019.

"Não é um jogo que seja um ponto fora da curva, ele é a sequência de atuações ruins que vinham lá de trás, toda a Copa do Mundo e até antes. E a forma como o Brasil é trucidado, a diferença técnica e a diferença do jogo coletivo, não havia jogo coletivo, é uma coisa medonha, é uma coisa horrorosa, uma vergonha a seleção brasileira ter se apresentado uma vez na sua história jogando daquela maneira, ainda mais numa semifinal de Copa do Mundo em casa", diz Mauro Cezar (disponível no vídeo acima a partir de 47:35).

"O futebol brasileiro praticado até 2019, nos últimos anos, era o futebol mal jogado e a seleção só representou isso. Acho que vai muito além do jogo e da seleção, é a nossa ideia aqui de futebol, tolerada por grande parte da imprensa e por grande parte da torcida, é aquela coisa absurda, quantas vezes se repetiu essa asneira: melhor jogar feio e ganhar. É demais, vou jogar feio e vou ganhar, vou fazer um trabalho ruim e aí eu fico perto do resultado. Em nenhuma atividade profissional existe isso, você trabalha mal e aí você consegue, não, você trabalha bem e você fica mais próximo de um bom resultado. E no futebol aqui no Brasil isso se inverteu para justificar, não é nem a mediocridade, que é menos do que isso", conclui o jornalista.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter). A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts.

Você pode ouvir o Posse de Bola em seu tocador favorito, quando quiser e na hora que quiser. O Posse de Bola está disponível no Spotify e na Apple Podcasts, no Google Podcasts e no Castbox . Basta buscar o nome do programa e dar play no episódio desejado. No caso do Posse de Bola, é possível ainda ouvir via página oficial do UOL e YouTube do UOL. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

Futebol