PUBLICIDADE
Topo

Ganso revela papo com Neymar após título da Libertadores: "Muito orgulho"

Ganso e Neymar comemoram gol do Santos na Vila Belmiro - Ricardo Saibun/Santos FC
Ganso e Neymar comemoram gol do Santos na Vila Belmiro Imagem: Ricardo Saibun/Santos FC

Eder Traskini

Colaboração para o UOL, em Santos

30/05/2020 04h00

Após o apito final que decretou a vitória do Santos sobre o Peñarol (URU) por 2 a 1 e deu o tricampeonato da Libertadores da América ao Peixe, Neymar correu para abraçar o meia Paulo Henrique Ganso. Principais expoentes daquele time, eles alcançavam um feito que só o Santos de Pelé havia conseguido.

A dupla conquistou seis títulos pelo Alvinegro Praiano: três paulistas (2010, 2011 e 2012), uma Copa do Brasil (2010) e uma Recopa Sul-Americana (2012), além da Libertadores (2011), o momento mais alto dos dois no Peixe.

"Logo após o jogo, a gente se abraçou, comemorou e ele disse que tinha muito orgulho de ter jogado comigo, concentrado junto e também tinha orgulho de ser meu amigo", afirmou Ganso ao site "neymarjr.com".

Atualmente no Fluminense, o meia já estava no profissional quando Neymar subiu, mas foi junto com o craque do PSG (FRA) que o camisa 10 conseguiu se firmar na equipe de cima.

Para Neymar, a parceria com Ganso foi importante para sua carreira no futebol.

"Ganso é um personagem muito importante na minha história. Conquistamos o nosso primeiro título juntos [Campeonato Paulista de 2010] e o mais importante que ele [Ganso] citou, a Libertadores. Foi um grande orgulho jogar com ele e formar essa dupla que fez história no Santos. Valeu, Ganso. Te amo", disse o atacante da seleção brasileira ao "neymarjr.com".

Santos