PUBLICIDADE
Topo

Mano Menezes aciona justiça do trabalho e cobra R$ 5,3 milhões do Cruzeiro

Mano deixou o comando do Cruzeiro após derrota para o Internacional pela ida da semifinal da Copa do Brasil - GUSTAVO RABELO/PHOTOPRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
Mano deixou o comando do Cruzeiro após derrota para o Internacional pela ida da semifinal da Copa do Brasil Imagem: GUSTAVO RABELO/PHOTOPRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

20/05/2020 11h15

A lista de problemas do Cruzeiro parece não ter fim. Mano Menezes, treinador do clube entre 2016 e 2019, acionou a justiça para cobrar valores pendentes do acordo de demissão. Ao todo, ele pede R$ 5,3 milhões no processo trabalhista.

O estafe do técnico confirma que havia um acordo, o qual não foi cumprido pela diretoria do clube. Desta forma, ele optou por acionar a justiça trabalhista.

A informação sobre a ação do comandante foi inicialmente divulgada pelo Globoesporte.com e confirmada pelo UOL Esporte com a assessoria de imprensa do treinador, que prefere não falar sobre os valores.

Ao deixar o Cruzeiro, ficou acordado que Mano Menezes receberia R$ 1,9 milhão por sua demissão. Todavia, como não recebeu nem um centavo sequer, o técnico preferiu acionar a justiça do trabalho.

Cruzeiro