PUBLICIDADE
Topo

Real Madrid

Árbitro admite erro em gol do Real na final da Liga dos Campeões de 2016

Sergio Ramos comemora gol contra o Atlético de Madri na final da Liga dos Campeões - Reuters / Carl Recine
Sergio Ramos comemora gol contra o Atlético de Madri na final da Liga dos Campeões Imagem: Reuters / Carl Recine

Do UOL, em Porto Alegre

14/05/2020 14h27

O Real Madrid conquistou a Liga dos Campeões de 2016 após bater o Atlético de Madri nos pênaltis na final em Milão. No tempo normal, o jogo terminou 1 a 1, mas poderia ter sido diferente. Quatro anos depois, o árbitro Mark Clattenburg admitiu que o gol de Sergio Ramos foi ilegal.

O Real saiu na frente com o gol do zagueiro. No lance, Tony Kroos cobra uma falta para área, Bale desvia de cabeça e Sergio Ramos completa. Porém, quando o galês toca na bola, o espanhol está em posição de impedimento. A irregularidade não foi marcada.

"Nesta final, o Real Madrid fez um a zero, no primeiro tempo, mas o gol foi impedimento, por muito pouco. Nos demos conta no intervalo. Era uma ação muito difícil e meu auxiliar se equivocou", disse o árbitro ao jornal Daily Mail.

Ainda naquele jogo, o juiz recorda da reclamação de Pepe, que cometeu pênalti desperdiçado por Griezmann.

"Pepe havia feito falta em Torres (Fernando) e me disse em perfeito inglês: isso não foi pênalti nunca, Mark. O primeiro gol, você não deveria ter marcado", contou o juiz. "Os jogadores e os torcedores pensam que é assim. Mas dois erros não fazem um acerto para os árbitros", completou.

Carrasco foi quem empatou o jogo para o Atlético, que acabou derrotado pelo Real nos pênaltis depois de Juanfrán desperdiçar a cobrança.

Real Madrid