PUBLICIDADE
Topo

Carros no campo: por que cinema drive-in no Allianz não preocupa Palmeiras?

Allianz Parque, o estádio do Palmeiras, substituiu a grama natural pela sintética no começo de 2020 - Divulgação/Allianz Parque
Allianz Parque, o estádio do Palmeiras, substituiu a grama natural pela sintética no começo de 2020 Imagem: Divulgação/Allianz Parque

Beatriz Cesarini e Eder Traskini

Do UOL, em São Paulo

08/05/2020 04h00

Nos próximos meses, o Allianz Parque se tornará uma grande sala de cinema. Com todos os campeonatos de futebol paralisados, o estádio do Palmeiras passará a receber carros e exibirá filmes e shows no formato drive-in durante o período de isolamento social. Mas o que gerou muita alegria nos fãs que estão longe das telonas por causa da pandemia causada pelo coronavírus acabou causando incômodo em alguns torcedores que demonstraram preocupação com a qualidade do gramado da Arena.

Apesar de toda a polêmica e discussões em redes sociais, os administradores garantem que, justamente por causa da nova grama sintética que o estádio inaugurou em fevereiro deste ano, nenhum dano será causado. A mudança da grama natural para a sintética teve como objetivo reduzir as saídas da equipe do Allianz Parque. A empresa Soccer Grass declarou, na época, que o terreno é pronto para receber uma partida duas horas após o desmonte de uma estrutura de show no local, situação que tirou o Palmeiras da arena em confrontos importantes.

"O gramado sintético permite a utilização do campo para muitos tipos de eventos. Além dos shows, até por ter um pessoal sempre muito atento no Allianz, acredito que esse é mais um golaço, criar um cinema no estádio, nesse período onde faltam opções, com certeza vai fazer muito sucesso", declarou o CEO da Soccer Grass, Alessandro Oliveira, em entrevista ao UOL Esporte.

"Quanto ao gramado não há nenhum problema, os responsáveis do estádio vão seguir os mesmos padrões para montagem da cobertura do gramado sintético e o torcedor pode ficar tranquilo, é para isso que a WTorre fez esse investimento, para ter as melhores condições para usar o campo para os jogos e também para uma série de eventos", acrescentou o executivo.

A previsão de início ainda depende da liberação da licença para operar em tal formato. Na semana de estreia, a ideia é reproduzir clássicos do cinema. A sessão custará entre R$ 95 e R$ 150 por veículo, dependendo da atração em cartaz. A programação do evento poderá ser conferida no site e redes sociais do Allianz Parque.

Futebol