PUBLICIDADE
Topo

Capacitação, salário e prestígio interno: como Ramon virou técnico do Vasco

Ramon Menezes, de 47 anos, foi efetivado de auxiliar para treinador no Vasco da Gama - Rafael Ribeiro / Vasco
Ramon Menezes, de 47 anos, foi efetivado de auxiliar para treinador no Vasco da Gama Imagem: Rafael Ribeiro / Vasco

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

31/03/2020 04h00

O anúncio de Ramon Menezes como novo técnico do Vasco soou como "zebra" para muitos, mas internamente o ex-meia já era avaliado há algum tempo. De perfil estudioso e muito dedicado em suas tarefas como auxiliar, o ídolo do clube deixou para trás nomes mais badalados e experientes, e se tornou a aposta para comandar uma equipe que já conhece e que tem bom relacionamento.

Com a graduação máxima do curso de treinadores da Confederação Brasileira de Futebol concluída em dezembro do ano passado (Licença PRO), Ramon chega capacitado em termos de formação para exercer a função.

Antes deste curso, já havia feito também o da ABTF (Associação Brasileira de Técnicos de Futebol), pouco após se aposentar como jogador, em 2013.

Como treinador, comandou Guarani de Divinópolis, Anápolis, Tombense e Joinville antes de se tornar o auxiliar-técnico fixo do Vasco, em janeiro de 2019.

Dedicado e amigo do elenco

Quem trabalhou com Ramon no Cruz-Maltino destaca em suas qualidades, além da capacitação, a dedicação e o bom relacionamento com o atual elenco.

Era o profissional, por exemplo, que começava a trabalhar cerca de 40 minutos antes do horário inicial do treinamento para ensinar alguns jogadores o fundamento das faltas, pois foi um exímio cobrador enquanto atleta.

Em muitos momentos também comandou atividades para os que não haviam sido relacionados ou estavam afastados do elenco por opção técnica.

Ramon Menezes foi elogiado pela dedicação e bom relacionamento com atual elenco do Vasco - Carlos Gregório Júnior/Vasco
Ramon Menezes foi elogiado pela dedicação e bom relacionamento com atual elenco do Vasco
Imagem: Carlos Gregório Júnior/Vasco

Auxiliar de fixo de Vanderlei Luxemburgo e hoje no Palmeiras, Mauricio Copertino elogiou a escolha do Vasco por Ramon, com quem fez dobradinha de maio até dezembro de 2019.

"Achei uma ótima escolha da diretoria do Vasco. É um ótimo profissional, um ex-atleta que se preparou muito e tem uma ideia muito clara do que quer dentro do futebol. Além disso, tem um ótimo relacionamento com os jogadores e conhece eles, características que são pilares para um treinador ter sucesso dentro de um clube. Torço para que as coisas andem da melhor maneira possível e desejo muito sucesso ao Ramon", disse Copertino ao UOL Esporte. O auxiliar de Luxa chegou a ser cogitado para ficar no lugar de Luxa quando o treinador decidiu não permanecer no Cruz-Maltino e acertar com o Alviverde paulista.

Opção viável no orçamento e identificação

Ramon (esq.) foi multicampeão pelo Vasco e se tornou um dos ídolos do clube como jogador - Carlos Armando / Site oficial do Vasco
Ramon (esq.) foi multicampeão pelo Vasco e se tornou um dos ídolos do clube como jogador
Imagem: Carlos Armando / Site oficial do Vasco

Outros pontos que pesaram na escolha da diretoria por Ramon foram a opção mais viável financeiramente e também sua identificação com o clube, onde tornou-se multicampeão num dos períodos mais gloriosos da centenária história da instituição. Junto com ele chega para a coordenação técnica Antônio Lopes, que foi o treinador da lendária geração do agora novo comandante cruz-maltino.

"Chegamos às escolhas principalmente pelo histórico de ambos no Vasco. O Ramon Menezes já faz parte da comissão e, dentro das nossas possibilidades, se encaixava pelo conhecimento do clube e das nossas dificuldades. O Antônio Lopes volta para um lugar que ele conhece muito bem, com sua experiência dentro e fora de campo, vai ajudar o Ramon e o departamento de futebol nessa temporada. Temos certeza que os dois estarão alinhados com os jogadores e demais profissionais, nos levando a bons resultados", declarou ao site oficial do Vasco o vice de futebol, José Luiz Moreira, um velho conhecido da dupla desde a década de 90.

Vasco