PUBLICIDADE
Topo

Posse de Bola #24: Para quem a parada é pior: Fla, Corinthians, SPFC...?

Do UOL, em São Paulo

16/03/2020 11h25

No episódio #24 do podcast Posse de Bola, os jornalistas Arnaldo Ribeiro, Eduardo Tironi, Juca Kfouri e Mauro Cezar Pereira contam com o convidado André Plihal e analisam a situação dos times em relação à parada devido à pandemia do coronavírus, a situação de Tiago Nunes no Corinthians, e a comparação entre os trabalhos de Vanderlei Luxemburgo, no Palmeiras, e Fernando Diniz, no São Paulo.

O Corinthians não vence um jogo pelo Campeonato Paulista desde a vitória no clássico com o Santos, no dia 2 de fevereiro. Desde então, perdeu para a Inter de Limeira e o Água Santa, além de empatar com São Paulo, Santo André, Novorizontino e Ituano. Além de correr risco de não se classificar para as quartas de final, o atual tricampeão estadual corre risco de rebaixamento.

"O coronavírus vai salvar o Corinthians de um vexame histórico no Paulistinha, porque não apenas está vendo a classificação por um binóculo, como vê mais perto a possibilidade de cair para a segunda divisão. Alguém acredita que o Corinthians pudesse ganhar do Palmeiras mesmo em Itaquera no domingo que vem? Principalmente sem torcida, como seria o jogo? Não ganharia", afirma Juca Kfouri.

Já o São Paulo que teve em alguns momentos o técnico Fernando Diniz correndo risco de cair, agora se anima pela vitória de virada sobre o Santos no clássico disputado sábado no Morumbi.

"O Diniz parece que precisa se benzer. Porque na hora que o São Paulo embica, o campeonato vai parar. É o inverso da situação do Corinthians. Na hora que o Corinthians ia cair de novo, o campeonato vai parar. O coronavírus é corintiano", diz Juca.

Na comparação entre os trabalhos dos técnicos que comandam São Paulo e Palmeiras, Arnaldo Ribeiro declara sua preferência por Fernando Diniz.

"Se fosse pedir para eu escolher, eu prefiro sim o Diniz ao Luxemburgo. Eu acho que o Luxemburgo para algumas situações, como o Vasco, que era uma situação específica", afirma.

O episódio ainda tem análises de Jorge Sampaoli no Atlético-MG, Eduardo Coudet no Internacional, a situação de Abel Braga no Vasco, a queda de Adilson Batista no Cruzeiro, além do Flamengo que venceu a Portuguesa pelo Campeonato Carioca, mas que encontrou dificuldades na partida sob o comando de Jorge Jesus.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter). A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts.

Você pode ouvir o Posse de Bola em seu tocador favorito, quando quiser e na hora que quiser. O Posse de Bola está disponível no Spotify e na Apple Podcasts, no Google Podcasts e no Castbox . Basta buscar o nome do programa e dar play no episódio desejado. No caso do Posse de Bola, é possível ainda ouvir via página oficial do UOL e YouTube do UOL. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

Futebol