PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Gre-Nal da Libertadores termina sem gols e com oito expulsos no final

Briga no clássico entre Grêmio e Internacional pela Libertadores terminou com oito expulsos - Jeferson Guareze/AGIF
Briga no clássico entre Grêmio e Internacional pela Libertadores terminou com oito expulsos Imagem: Jeferson Guareze/AGIF

Jeremias Wernek e Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

12/03/2020 23h08Atualizada em 13/03/2020 13h00

Classificação e Jogos

O Gre-Nal 424, o primeiro da história na Copa Libertadores, terminou sem gols e em confusão. Hoje (12), na Arena do Grêmio, os times pararam em obstáculos diferentes com a bola rolando. A trave salvou o Grêmio, Marcelo Lomba evitou o pior para o Internacional. E no final, houve confusão generalizada e como consequência oito jogadores expulsos — seis que estavam em campo e mais dois reservas.

No Grêmio, Luciano, Pepê e Caio Henrique foram expulsos. No Inter, o cartão vermelho foi para Moisés, Edenilson e Cuesta. No banco, outros dois jogadores: Praxedes e Paulo Miranda

O Grêmio volta a campo contra o São Luiz-RS, na Arena. O Inter visita o São José-POA, no estádio Passo D'Areia. Os dois jogos no domingo (15), pelo Campeonato Gaúcho.

Pancadaria rouba cena

A confusão ocorreu aos 40 minutos do segundo tempo, quando Moisés acertou Pepê por baixo sem a bola. Os jogadores do banco de reservas do Grêmio foram atrás do lateral do Inter e começou a confusão. A arbitragem esperou mais de cinco minutos para intervir e aplicar os vermelhos.

Depois das expulsões, nova confusão. E ainda pior. Paulo Miranda, suplente do Grêmio, foi atrás de Moisés. Em determinado momento, o zagueiro gremista ficou cercado por jogadores do Inter e o grupo trocou golpes. Diego Souza, D'Alessandro e Maicon também se envolveram em empurra-empurra.

Foram 12 minutos de paralisação e antes do reinício, mais quatro jogadores foram expulsos. Dois deles do banco de reservas.

Quem foi bem: Geromel

Na terceira partida em 2020, zagueiro não errou tempo de bola em disputas aéreas e duelos pelo chão. Controlou a atuação de Paolo Guerrero e fez interceptações decisivas. No início do jogo, ainda, teve chance de gol. Cabeceio do camisa três parou em grande defesa de Lomba.

Quem decepcionou: Gabriel Boschilia

Meia-atacante do Inter teve duas ótimas chances antes do intervalo. Nas duas, falhou e feio. Primeiro, errou o toque ao tentar encobrir o goleiro do Grêmio. Depois, furou em bola.

Edenilson surpreende duas vezes de fora da área

O camisa oito do Internacional tirou um chute perigoso de fora da área. No primeiro tempo, parou nas mãos de Vanderlei. Na etapa final, botou mais efeito e viu a conclusão explodir no pé da trave esquerda do gol do Grêmio. Efeito surpresa.

Grêmio vai das bolas paradas ao ataque e se expõe

Everton Cebolinha discute com Rodinei e Boschilia durante o clássico entre Grêmio e Internacional na Libertadores 2020 - Jeferson Guareze/AGIF - Jeferson Guareze/AGIF
Everton Cebolinha discute com Rodinei e Boschilia no 1º tempo
Imagem: Jeferson Guareze/AGIF

O Grêmio começou bem, mas aos poucos perdeu a disputa pela maior posse de bola e passou, no primeiro tempo, a viver de bolas longas. Os três volantes deixaram o time mais preso e as oportunidades de gol ficaram restritas às bolas paradas — tanto escanteio quanto faltas. O ritmo intenso deu lugar a um jogo mais cadenciado.

No segundo tempo, Renato jogou o time mais para frente. E as entradas de Jean Pyerre e Pepê, nos lugares de Maicon e Alisson, ajudaram a deixar a equipe mais ofensiva. E com a bola. Tanto que a balança da posse se inverteu por completo.

Inter supera pressão e perde chances

Marcos Guilherme é marcado por Matheus Henrique no clássico entre Grêmio e Internacional na Libertadores 2020 - Jeferson Guareze/AGIF - Jeferson Guareze/AGIF
Marcos Guilherme é marcado por Matheus Henrique. Atacante chegou ao Inter em 2020
Imagem: Jeferson Guareze/AGIF

O Inter resistiu ao início e passou a ter mais a bola na etapa inicial. Mas ironicamente criou as melhores chances ao contra-atacar o Grêmio. Nas duas oportunidades, o time de Eduardo Coudet aproveitou rebote de bola parada na defesa para disparar até o gol de Vanderlei. Faltou melhor pontaria ao Internacional.

Depois do intervalo, a equipe perdeu presença no campo de ataque e viu o Grêmio apertar a marcação e forçar recuo de linhas. Ainda assim, Edenilson acertou a trave.

FICHA TÉCNICA
GRÊMIO X INTERNACIONAL

Data: 12/03/2020 (quinta-feira)
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Árbitro: Fernando Rapalini
Auxiliares: Juan Pablo Belatti e Gabriel Chade
Renda: R$ 3.496.713,00
Público: 53.389 (49.971 pagantes)
Cartões amarelos: Marcos Guilherme, Uendel, Musto (INT); David Braz, Alisson, Victor Ferraz (GRE);
Cartões vermelhos: Luciano, Paulo Miranda, Caio Henrique e Pepê (GRE); Moisés, Cuesta, Praxedes e Edenilson (INT)

GRÊMIO: Vanderlei; Victor Ferraz, Pedro Geromel, David Braz e Caio Henrique; Lucas Silva, Matheus Henrique, Maicon (Jean Pyerre), Alisson (Pepê) e Everton; Diego Souza (Luciano).
Técnico: Renato Gaúcho

INTERNACIONAL: Marcelo Lomba; Rodinei, Bruno Fuchs, Victor Cuesta e Uendel (Moisés); Musto, Edenilson, Marcos Guilherme e Boschilia; Thiago Galhardo (D'Alessandro) e Paolo Guerrero (Lindoso)
Técnico: Eduardo Coudet

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do informado, o jogo aconteceu na quinta-feira, não na quarta.

Futebol