PUBLICIDADE
Topo

Santos tem semana decisiva para Marinho chegar pronto à Libertadores

Marinho durante jogo entre Santos e Red Bull Bragantino, que ficou marcado por sua lesão - Ivan Storti/Santos FC
Marinho durante jogo entre Santos e Red Bull Bragantino, que ficou marcado por sua lesão Imagem: Ivan Storti/Santos FC

Do UOL, em São Paulo

26/02/2020 04h00

Classificação e Jogos

O momento mais crítico da temporada do Santos, com clássico e estreia na Copa Libertadores da América à vista, passa também pelas expectativas por um retorno rápido de Marinho. O atacante deve voltar a treinar com o grupo nesta semana e, a depender de sua recuperação, pode dar o tempero que falta ao sistema ofensivo de Jesualdo Ferreira.

Marinho se lesionou logo na estreia do Campeonato Paulista, no empate sem gols com o Red Bull Bragantino na Vila Belmiro. O prazo de recuperação para a fratura no pé esquerdo era de quatro a seis semanas, então a possibilidade de um retorno nos próximos dias é alta.

É difícil, entretanto, imaginar que Marinho possa estar em campo como titular já no clássico de sábado, às 16h, contra o Palmeiras, no Pacaembu. Se Marinho voltar bem, o duelo com o Palmeiras pode servir apenas para dar um pouco de ritmo de jogo depois de mais de um mês de tratamento da lesão.

Apesar de toda a pressão que cerca o Peixe no Paulistão, o foco está em recuperar o atacante de vez para o primeiro jogo da Libertadores, marcado para o dia 3 de março, na Argentina, contra o Defensa y Justicia.

O ataque tem sido um dos principais problemas de Jesualdo Ferreira, que só conseguiu repetir a escalação do setor uma vez. A aposta é que Marinho pode devolver agressividade e entrosamento ao sistema ofensivo, já que está habituado a jogar com Soteldo e receber os passes de Carlos Sánchez.

Até o momento, os trios usados por Jesualdo Ferreira foram: (1) Marinho, Kaio Jorge e Eduardo Sasha; (2) Arthur Gomes, Raniel e Eduardo Sasha; (3) Tailson, Uribe e Raniel; (4) Kaio Jorge, Raniel e Eduardo Sasha; (5) Raniel, Soteldo e Eduardo Sasha e (6) Arthur Gomes, Soteldo e Eduardo Sasha. Outro testado foi Lucas Venuto.

Santos