PUBLICIDADE
Topo

Futebol


Agora contra Jesualdo: Ituano volta a dominar Santos e vence pelo Paulista

Do UOL, em São Paulo

22/02/2020 18h21

Vivendo altos e baixos durante a temporada de 2020, o Santos voltou a jogar mal e foi derrotado fora de casa pelo Ituano, pela sétima rodada do Campeonato Paulista. O time de Itu triunfou por 2 a 0, gols de Yago César e Corrêa.

Apesar de o resultado não ter sido tão impactante como no ano passado, o desempenho do Santos e o "gosto amargo" foi muito parecido ao da goleada que o Peixe levou do próprio Ituano, quando também começava seu trabalho sob orientação de um técnico estrangeiro. Na ocasião, o time então dirigido por Jorge Sampaoli apanhou por 5 a 1, entrando num período bastante conturbado. No fim da temporada, celebrou um vice-campeonato nacional com o argentino. O torcedor alvinegro agora só espera que sua equipe consiga crescer com Jesualdo Ferreira no comando.

O time dirigido pelo português continua, é verdade, com uma situação boa no torneio estadual mesmo com o tropeço deste fim de semana: o clube lidera o Grupo A com 11 pontos. Já o Ituano continua na lanterna do Grupo C, porém o time chega aos nove pontos e está apenas um do Mirassol, que ocupa a segunda posição.

Agora, o Santos terá pela frente o clássico diante do Palmeiras. O duelo, que será realizado no dia 29, no estádio do Pacaembu, é fundamental para a equipe que atuou muito mal diante do Corinthians, no único embate de "Série A" do time neste ano.

O melhor: Yago Cesar

O atacante do Ituano foi o grande destaque por dois motivos. Primeiro, pelo belo gol marcado no começo da partida, abrindo o placar a favor dos donos da casa para dar tranquilidade ao time da casa. Segundo, pela intensidade e variação oferecida ao sistema ofensivo, aproveitando os espaços pelo lado esquerdo do campo.

O pior: Felipe Jonatan

O time inteiro do Santos teve uma atuação abaixo do esperado, porém o lateral-esquerdo da equipe visitante foi o que comprometeu de maneira direta no resultado.

No primeiro gol, deixou muito espaço para Yago, que aproveitou a brecha para acertar um belo chute no ângulo. Já no segundo, a alta convertida em gol pelo experiente volante Corrêa aconteceu no lado esquerdo da defesa, muito perto da grande área.

Atuação do Ituano

O time da casa teve uma proposta de jogo bastante coesa e conseguiu impor o ritmo mesmo atuando contra uma das principais equipes do campeonato e do futebol nacional. Marcação forte, velocidade pelas pontas e poucos erros foram a chave para que o time de Itu conseguisse a vitória e voltasse a sonhar com uma das vagas do Grupo C do Campeonato Paulista

Atuação do Santos

Não foi desta vez que o Peixe jogou bem fora dos seus domínios. A falta de intensidade e a dificuldade na criação de jogadas novamente marcaram o desempenho da equipe comandada pelo técnico Jesualdo Ferreira.

O primeiro tempo foi um dos piores da equipe em 2020 e a ausência de Raniel fez com que o ataque do time ficasse previsível, o suficiente para que os donos da casa tivessem o controle do jogo.

JESUALDO: ESPERO VER O SANTOS DO 2º TEMPO

Gols UOL Esporte

Maratona importante

Com a conclusão do jogo diante do Ituano, o Peixe entrará de vez na maratona de jogos que pode decidir o "humor" da equipe no primeiro semestre. Isso porque, em um período de praticamente um mês, o time jogará sete partidas, sendo dois clássicos (diante de Palmeiras e São Paulo) e três confrontos válidos pela Copa Libertadores da América.

Tabu de quatro anos

Com a derrota deste sábado, o Santos chega a um tabu de quatro jogos e de quatro anos sem vencer o Ituano. Além deste tropeço por 2 a 0, o Peixe levou uma sonora goleada por 5 a 1 em 2019, e ficou no empate em 2018 (1 a 1) e em 2017 (0 a 0).

A História do Jogo

A partida começou com os dois times esperando para ver o que o adversário iria fazer quando tivesse a posse de bola. Com isso, os primeiros dez minutos foram de nível técnico muito baixo e nenhum lance de perigo, principalmente pela falta de intensidade no meio-campo.

No entanto, aos 11 minutos, a equipe da casa abriu o placar após grande jogada individual do meia Yago Cesar, que recebeu a bola pela esquerda, aproveitou o erro de marcação de Felipe Jonatan e chutou com enorme precisão no ângulo da meta defendida por Everson.

Com a vantagem no placar, o Ituano manteve a forma de jogo e chegou ao segundo gol 15 minutos depois, com o volante capitão Corrêa. Aos 26, o experiente atleta cobrou falta com precisão, aproveitando o erro de posicionamento do goleiro do Santos, e aumentou o placar para os donos da casa.

Na volta do intervalo, o técnico Jesualdo Ferreira fez duas alterações visando melhorar o sistema ofensivo do time praiano, com as entradas de Jean Mota e do garoto Renyer. No entanto, as mudanças não fizeram efeito e o jogo continuou favorável para os donos da casa, que deram poucas oportunidades para o Santos ao longo dos noventa minutos.

Ficha Técnica
Ituano 2 x 0 Santos

Campeonato Paulista - 7° rodada
Local:
Estádio Novelli Junior, em Itu (SP)
Árbitro: Edina Alves Batista
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis e Alex Ang Ribeiro
Cartões Amarelos: Gabriel Taliari e Luizinho (Ituano); Soteldo e Jean Mota (Santos)
Público e Renda: 3.959 e R$ 166.680,00
Gols: Yago Cesar, aos 11 minutos e Correa aos 26 minutos do primeiro tempo

Ituano: Pegorari; Pacheco, Ricardo Silva, Suéliton e Breno Lopes; Baralhas, Corrêa e Marcos Serrato; Yago Cesar (Gabriel Barros), Gabriel Taliari (Luiz Paulo) e Luizinho (Léo Duarte). Técnico: Vinicius Bergantin

Santos: Everson; Pará (Lucas Venuto), Lucas Veríssimo, Luan Peres e Felipe Jonatan; Alison, Diego Pituca (Renyer) e Carlos Sánchez; Arthur Gomes (Jean Mota), Soteldo e Eduardo Sasha. Técnico: Jesualdo Ferreira

Futebol