PUBLICIDADE
Topo

Quanto o Palmeiras mostrará de Luxemburgo na estreia da Florida Cup?

Vanderlei Luxemburgo comanda treino do Palmeiras nos Estados Unidos - Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação
Vanderlei Luxemburgo comanda treino do Palmeiras nos Estados Unidos Imagem: Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação

Danilo Lavieri

Do UOL, em São Paulo

15/01/2020 04h00

Classificação e Jogos

Vanderlei Luxemburgo vai fazer a sua primeira apresentação à frente do Palmeiras para a sua torcida em 2020. Depois de dez dias de pré-temporada, o treinador sabe que ainda não conseguirá colocar todo o seu estilo na equipe, mas já quer ver indícios de que seu treino está no caminho certo a partir das 22h30 contra o Atlético Nacional, da Colômbia, pela Florida Cup.

Nos planos do comandante, a equipe fará pressão em todo o campo enquanto não estiver com a bola. É isso o que tem sido treinado à exaustão, em algumas ocasiões por até duas vezes por dia, no dia a dia na Academia de Futebol e, agora, nos Estados Unidos. O jogo criativo também precisa ser mais trabalhado e não depender de ligações diretas com o atacante. A ideia é diferente do que o aplicado por mais de um ano com Luiz Felipe Scolari.

Como sabe que os jogadores ainda não têm físico para exercer esse estilo de jogo em 90 minutos, o técnico planeja jogar os dois tempos com equipes completamente diferentes, com direito até a mais trocas no segundo tempo.

Ele ainda não confirmou seu time titular, mas deu alguns indícios. Em um dos treinos em Orlando, a defesa teve Felipe Melo e Gustavo Gómez, com Matheus Fernandes titular no meio-campo. O volante será substituído por Patrick por estar a caminho do Barcelona. No trabalho ofensivo, os escolhidos foram Veron, Dudu e Luiz Adriano. O 4-4-2, com Raphael Veiga e Lucas Lima, também foi observado. Neste caso, um dos pontas deixaria o time.

Ao menos no discurso oficial, o presidente Maurício Galiotte quer que o Palmeiras passe a jogar de maneira mais ofensiva e se adeque mais ao futebol apresentado por Flamengo e Santos no ano passado. Foi o que ele disse na coletiva de demissão de Mano Menezes e Alexandre Mattos, em dezembro.

Para isso, o presidente que está acompanhando o time na Florida Cup preferiu não fazer apostas em nomes de fora que foram oferecidos, como Miguel Angel Ramirez, que está no Independiente Del Valle, e Dudamel, que acabou fechando com o Atlético-MG.

O Palmeiras também mudou a sua postura no mercado. O time já negociou Borja, Carlos Eduardo, Hyoran, Thiago Santos e Antônio Carlos, além de não ter renovado com Edu Dracena e Fernando Prass. A expectativa ainda é a de vender Deyverson e Guerra e, se possível, Jean. Gustavo Scarpa e Matheus Fernandes têm propostas, mas as negociações ainda não terminaram.

Palmeiras