PUBLICIDADE
Topo

Corinthians

Corinthians corta mais de R$ 1,5 mi com saídas e enxuga folha salarial

Danilo Lavieri

Do UOL, em São Paulo

28/12/2019 04h00

Um dos principais motivos que fez o Corinthians liberar Junior Urso foi o seu alto salário. Identificado com o clube, o atleta não recebeu uma proposta de venda irresistível, mas a chance de diminuir a folha salarial fez a diretoria considerar o negócio.

Só com as saídas Urso, Sornoza (vai para a LDU), Clayson (indo para o Bahia) e Manoel, que não teve o empréstimo renovado, a economia mensal em registro na carteira será de quase R$ 1,3 milhão por mês.

Os números ainda aumentam consideravelmente e ultrapassam o R$ 1,5 milhão com os gastos com imagem e luvas, que não são registrados no regime CLT (Consolidação das Leis do Trabalho).

O Alvinegro ainda consegue outras pequenas economias com empréstimos com atletas que tinham rendimentos menores, como Thiaguinho, que vai para o Botafogo, e Matheus Jesus, que jogará no Bragantino.

O alívio na folha salarial também dá um pouco mais de força para o time paulista investir no salário de Luan e de outros reforços. Como já mostrou o Blog do Perrone, a previsão de prejuízo para 2019 ultrapassa a casa dos R$ 140 milhões.

Corinthians