PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Mauro: "Luxa no Palmeiras foi visto por rubro-negro como presente de Natal"

Do UOL

Em São Paulo

24/12/2019 04h00

A diretoria do Palmeiras decidiu mudar seu estilo de jogo para 2020 em busca de um técnico que fizesse do time mais ofensivo, motivo pelo qual o clube buscou o argentino Jorge Sampaoli, mas acabou fechando com Vanderlei Luxemburgo. A escolha palmeirense pela quinta passagem do veterano treinador foi um dos temas abordados no segundo bloco do podcast Posse de Bola #13 "Perder do Liverpool de igual para igual é suficiente?".

Citando a contratação do português Jesualdo Ferreira pelo Santos como uma opção mais criativa, Mauro Cezar Pereira contou que a escolha de Luxemburgo no Palmeiras deixou empolgados os torcedores do Flamengo, rival do clube paulista nos últimos anos.

"Quer coisa mais sem noção de os caras buscarem o Luxemburgo para o Palmeiras? O quê justifica isso? Aliás, eu encontrava os torcedores do Flamengo lá no Qatar e uma das coisas era 'por quê o Palmeiras contratou o Luxemburgo?' Não sei, contratou. E eles riam de felicidade porque o Palmeiras, em tese, é a grande ameaça para o Flamengo, pode contratar jogador e tudo mais, tem recurso, aí contrata o Luxemburgo e os caras acharam o maior barato, estavam temendo que fosse o Sampaoli, seria um Palmeiras mais forte", afirmou Mauro Cezar.

"Do ponto de vista do torcedor, ele não quer que o adversário fique mais forte, ele quer que se dane, ele quer ganhar. Então, a ida do Luxemburgo para o Palmeiras foi vista pelo rubro-negro como presente de Natal. Por quê? Porque ele fez um trabalho mediano no Vasco, mas tentaram transformar em algo espetacular, especialmente aquele 4 a 4, que parecia 4 a 0", completou.

Arnaldo Ribeiro imaginou que o Palmeiras pudesse buscar uma opção diferente, como outro treinador estrangeiro para assumir o comando em 2020. "Eu imaginei que o Palmeiras, com o poderio que tem, fosse pensar em uma alternativa dessa, Fosse um europeu, fosse um sul-americano. Não em três dias, com o não de Sampaoli, dizer: 'eu vou fechar com o Luxemburgo porque tem história aqui e tal'. Me pareceu uma decisão muito precipitada", disse Arnaldo.

Jornalista convidado do episódio desta semana, José Trajano não se mostrou surpreso com a contratação de Luxemburgo pelo Palmeiras e criticou o conselho gestor do clube. "Não me espanta muito, não, porque o Palmeiras é um clube complicado, ele tem esse conselho, que parece que bateu o martelo em favor do Luxemburgo, que reúne gente da pior espécie em termos de pensar futebol", disse Trajano.

Posse de Bola volta no dia 6 de janeiro

A segunda temporada do Posse de Bola já está marcada: reestreia na primeira segunda-feira de 2020, no dia 6 de janeiro, a partir das 9h.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter). A partir de meio-dia, o Posse de Bola esta disponível, também, nos principais agregadores de podcasts.

Você pode ouvir o Posse de Bola em seu tocador favorito, quando quiser e na hora que quiser. O Posse de Bola está disponível no Spotify e na Apple Podcasts, no Google Podcasts e no Castbox . Basta buscar o nome do programa e dar play no episódio desejado. No caso do Posse de Bola, é possível ainda ouvir via página oficial do UOL e YouTube do UOL. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

Futebol