PUBLICIDADE
Topo

Por que janela europeia impede Corinthians de contratar trio para Tiago

Samir Carvalho

Do UOL, em São Paulo (SP)

19/12/2019 04h00

Após a contratação de Luan, primeiro grande reforço para 2020, o Corinthians mantém três negociações em andamento no mercado da bola: Michael, do Goiás, Víctor Cantillo, do Junior Barranquila, da Colômbia, e Sidcley, do Dínamo e Kiev, da Ucrânia. Entretanto, o clube paulista não avançou por nenhum deles.

A diretoria corintiana acredita que os clubes esperam a abertura da janela europeia, que abre em janeiro, com a intenção de buscar negociações mais vantajosas e, por isso, o Alvinegro não consegue adiantar os reforços pedidos pelo técnico Tiago Nunes.

O clube paulista já fez três propostas oficiais, mas só recebeu uma resposta e negativa. O Goiás rejeitou R$ 20 milhões por 50% dos direitos econômicos de Michael. Neste caso, o Timão ainda tenta envolver alguns jogadores para abater o valor.

O Goiás, por sua vez, pediu dois atletas oficialmente por empréstimo: André Luis, que estava emprestado ao Fortaleza, e Marlon, que retornou do Bahia antes do término da temporada 2019. Se não bastasse, o clube goiano pretende contratar a dupla sem envolver Michael e ainda pede para que o Corinthians pague metade dos ordenados.

No caso de Sidcley e Cantillo, os valores oferecidos seguem distantes do que foi pedido por Dínamo de Kiev e Barranquila, respectivamente. Porém, existe a expectativa de os valores caírem caso os clubes não consigam negociar seus atletas na janela europeia de janeiro.

No caso do lateral-esquerdo, campeão paulista pelo clube em 2018, o Alvinegro ofereceu 200 mil euros (R$ 901,9) por empréstimo até o fim de 2020. No entanto, os ucranianos pedem 1 milhão de euros (cerca de R$ 4,5 milhões).

O Corinthians agora aguarda uma contraproposta dos ucranianos para avaliar se vale a pena fazer uma segunda oferta. Mas o Alvinegro acredita que os ucranianos aguardam a abertura da janela europeia para tentar "outras frentes" por Sidcley antes de responder a proposta do Timão.

"Nós fizemos uma proposta pelo Sidcley e temos que aguardar. O time de lá (Dínamo de Kiev) está aguardando a janela, nós demos um prazo até 10, 12 de janeiro. Depois disso, nós vamos para a segunda opção. Mas, a princípio, a gente ainda está insistindo e queremos o Sidcley. Agora, não é justo a gente tentar pagar pelo empréstimo, porque ele vai ficar um ano e vai embora. E não acreditamos que o investimento que estão pedindo por ele, 5, 6 milhões de euros, também achamos que não vale a pena pagar por isso", disse Andrés Sanchez ao Fox Sports antes do sorteio da Copa Libertadores 2020.

Já para contratar o volante Víctor Cantillo, o clube paulista ofereceu pouco mais de R$ 6 milhões, mas os colombianos pedem US$ 4 milhões (cerca de R$ 16 milhões). O plano é aguardar o clube colombiano na janela e colocar outros jogadores da posição no 'radar'.

Futebol