PUBLICIDADE
Topo

Daniel Alves se assusta com debate sobre possível queda de Tite na seleção

Daniel Alves, durante amistoso da seleção brasileira - Lucas Figueiredo/CBF
Daniel Alves, durante amistoso da seleção brasileira Imagem: Lucas Figueiredo/CBF

Giancarlo Giampietro e José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

12/12/2019 04h00

Nos últimos meses a pressão aumentou sobre Tite. Muitos cogitaram que o treinador não viraria o ano à frente da seleção brasileira. Tal situação, apesar da conquista da Copa América, chamou a atenção de Daniel Alves. Em entrevista exclusiva ao UOL Esporte, o capitão da equipe nacional na conquista do torneio continental considera as críticas injustas quando baseadas apenas em resultados de amistosos internacionais.

"Meses atrás, na Copa América, debatendo que o treinador tem que sair e você fala: 'caramba como é isso cara? Não é desculpa, é fato real. Lá em Cingapura, quase foram 24h de viagem, 11h de fuso, não conseguindo dormir bem, o gramado não é o ideal, a temperatura não é ideal, a atmosfera não é ideal, ninguém quer saber, quer saber do resultado. Você começa a pensar, 'eu sou um resultado?' Nem sempre vou dar resultado, mas não vai ser por não tentar, mas se as pessoas acham que por isso elas têm que guilhotinar, fiquem à vontade", disse Daniel Alves.

Em 2020, a seleção brasileira vai disputar as Eliminatórias para o Mundial e a Copa América. Daniel Alves espera figurar mais uma vez entre os convocados e mostra confiança no trabalho de Tite.

"Vão vir desafios bem interessantes e você tem que saber o que é que você tem na mão, o que você pode contar para que esse desafio seja prazeroso e que você consiga no final a junção de duas coisas, de fazer boas apresentação e fazer bons resultados", afirmou o jogador do São Paulo.

São Paulo