Topo

Galiotte critica postura, pede respeito e promete mais mudança no Palmeiras

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

01/12/2019 20h07

A derrota para o Flamengo em pleno Allianz Parque com torcida única provocou uma reformulação geral no departamento de futebol do Palmeiras e uma série de reclamações internas.

O presidente do clube, Maurício Galiotte criticou a postura do time nas últimas partidas, pediu respeito à camisa e prometeu realizar mudanças profundas - o técnico Mano Menezes e o diretor de futebol Alexandre Mattos foram demitidos. Já Cícero Souza, gerente de futebol, pediu um tempo para refletir a sua situação no clube. O presidente pediu para que ele permanecesse no cargo.

Com a derrota para o Flamengo, o time alviverde completou cinco confrontos sem ganhar. Nas próximas rodadas, o Alviverde deve ser dirigido pelo técnico do sub-20, Wesley Carvalho. Andrey Lopes, auxiliar fixo do clube, vai comandar o treino do Palmeiras amanhã (2).

"É uma frustração muito grande a derrota de hoje. Não é esse o futebol que a gente tem como objetivo e que tanto trabalhamos. Falta de atitude e entrega dos atletas, postura. Esse não é o Palmeiras que esperamos e planejamos. Não é o Palmeiras que cresceu nos últimos anos. Teremos outras mudanças. Jogador para atuar no Palmeiras tem de ter qualidade, espírito de luta, e coragem. Essa mudança vai ocorrer também ao plantel e vamos começar uma nova etapa", disse o presidente Maurício Galiotte.

"Você vai saber quem são os jogadores [sem amor à camisa] quando definirmos o elenco do ano que vem", prometeu o dirigente, sobre a reformulação no plantel.

O mandatário também explicou a saída de Alexandre Mattos, diretor de futebol alviverde nos últimos cinco anos. O dirigente não suportou a pressão, que era imensa desde a queda na Copa Libertadores.

"Neste momento a gente anuncia o encerramento de um ciclo. A saída do treinador Mano Menezes, que a gente agradece pelo período. Do diretor de futebol, Alexandre Mattos, que liderou um projeto vencedor com três conquistas nacionais importantes. O Palmeiras atravessou nos últimos anos momentos muito difíceis. E, em 2015, após a inauguração da Arena, com a Crefisa e a Fam, o Mattos chegou com um ciclo muito vencedor. O Palmeiras pensa em um modelo diferente para o próximo ano. Uma forma diferente de ver o futebol. Vamos contratar um outro profissional para a posição, com profissionais vamos ao mercados. Vamos buscar o melhor profissional, para dar continuidade ao processo", justificou o presidente.

Palmeiras