Topo

Hernanes fala em derrota "vergonhosa", e São Paulo aceita vaias da torcida

Do UOL, em São Paulo

07/11/2019 21h47

Apático, o São Paulo foi derrotado por 2 a 0 pelo Fluminense hoje (7), no Morumbi, pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro. Ainda durante o segundo tempo, com o time do técnico Fernando Diniz sem criar chances de gol para reverter a vantagem adversária, a torcida já vaiava e entoava cantos, pedindo "muito respeito com a torcida tricolor" e chamando o time de "sem vergonha". O Morumbi registrou público de 17.650 torcedores pagantes que deixaram o estádio de cabeça quente.

"A torcida está no direito dela, sim. O São Paulo é um time para brigar por título, vaga em Libertadores, então a gente entende o sentimento do torcedor", discursou o atacante Antony após a partida, antes de explicar o "sentimento de tristeza" pela derrota em casa: "Começamos bem, mas teve falha nossa na bola parada, acabamos tomando o gol e o ritmo caiu um pouco. Agora é trabalhar, não tem o que falar. É focar e fazer o resultado contra o Athletico-PR."

O São Paulo cai para o quinto lugar da classificação do Brasileiro com 52 pontos - o Grêmio vai a 53 vencendo o CSA. Um dos líderes do elenco, o meia Hernanes não vê com normalidade a ausência no G4, que dá vaga direta na fase de grupos da Libertadores-2020.

Yuri, do Fluminense, marca Hernanes durante jogo no Morumbi - Marcello Zambrana/AGIF
Yuri, do Fluminense, marca Hernanes durante jogo no Morumbi
Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

"Em primeiro lugar a gente fica triste por ser diante do nosso torcedor. Antes pelo menos estávamos fazendo o dever de casa. Mas hoje foi muito abaixo. Vergonhoso. Vergonha, vergonha, vergonha. Vamos trabalhar para eliminar essa oscilação, porque acabamos não conseguindo regularidade. Precisa mudar isso aí."

O São Paulo recebe o Athletico-PR no domingo, às 16h, novamente no Morumbi.

São Paulo